quarta-feira, dezembro 29, 2004

Caramba, o terremoto na Ásia foi tão forte que mudou a inclinação do eixo terrestre! Eu, hein, o mundo tá acabando, mesmo...

segunda-feira, dezembro 27, 2004

Eu não conhecia muito ele, apenas o suficiente pra saber que era um grande músico. Maluco, doidão, como todo gênio tem que ser. Infelizmente, ele não teve tempo pra ser gênio, mas deixou sua marca. Em mim, fica a lembrança daquela linda canção de Burt Bacharach, que eu os ouvi tocando tão bem no rádio, um dia. E da banda pra qual eles sempre me convidavam, e que nunca saía do papel.

Desejo muita força a todos que estavam próximos a ele. Quem sabe agora ele possa estar feliz, como nos seus melhores dias, finalmente cantando: "Because I'm free... nothing is bothering me".

quinta-feira, dezembro 23, 2004

Essa cidade tá sempre supreendendo a gente...
Feliz Natal e um puta ano pra nós!!







terça-feira, dezembro 21, 2004

Esse natal e ano-novo vão ser só família, na Ilha Comprida! Tava na hora, fazia 9 anos que eu não passava o ano-novo com eles, e acho que vai ser excelente. Daí, ano que vem eu volto pras cachoeiras da vida (vou ficar com saudades :-).

domingo, dezembro 19, 2004

Começa amanhã. Maratona de 300 páginas sobre VB.NET, o que vai me impedir de tirar mais do que alguns dias para comemorar o ano novo. Felizmente eu tô mais confiante, muito mais do que para fazer o Kit do Outlook, porque dessa vez, mesmo sendo o tema bem mais difícil, eu estudei muito mais.

Então, se eu não estiver tão presente nas próximas semanas, não liguem. É que eu vou estar aqui mergulhado nesse negócio, ok?

quarta-feira, dezembro 15, 2004

Nossa, saca só o que eu tô tendo que estudar nas últimas semanas. Olha dois parágrafos da bíblia que eu tô lendo agora:

"A KeyWord MyClass está relacionada a MyBase. Imagine que, na sua classe de base, você tenha um método A chamando um método ignorado B. Se você quiser verificar se o método B que você está chamando é aquele que você escreveu na sua classe de base, e não na derivada, ignore o método B na classe derivada e chame o método B usando o MyClass, como em MyClass.B.

Imagine, por exemplo, que você tenha uma classe Transportation com dois métodos: MakeReservation e BuyTicket. O MakeReservation chama o BuyTicket. Além disso, o MakeReservation e o BuyTicket são ignorados. Sua classe Train pode herdar de Transportation e criar o método BuyTicket que ignore o BuyTicket da Transportation. Se você não criar uma MakeReservation em Train, sua chamada a MakeReservation irá usar o código da classe Transportation. Porém, se o código da Transportation.MakeReservation chamar o BuyTicket, você irá, por padrão, chamar a BuyTicket que foi criada em Train."


Caraca, vai ser confuso no inferno... Fiquei meia hora pra entender só esses dois parágrafos. É, Dani, acho que eu vou ficar meio maluco depois de tudo isso, mesmo...
:-)

terça-feira, dezembro 14, 2004

Eu juro que não é por causa da Tati, eu já ia escrever esse post sobre música antes!!
O fato é que vocês tem que conhecer uma banda chamada Muse. Eles têm uma música, "Butterflies and Hurricanes", que é muito linda. Um caso clássico de uma letra ultra simples que fica maravilhosa graças a uma excelente melodia. E a associação com o lado mais pop do Radiohead é imediata. Se toda imitação fosse tão bem sucedida quanto essa, que sejam louvados os plágios, minha gente!

Os falsetes do vocalista são muito bonitos e o solo de piano de cauda (mesmo, nada de teclado) no meio da música mostra que esses caras não estão de brincadeira. Na boa, baixem aí agora mesmo.

domingo, dezembro 12, 2004

Faz tempo que eu não comento esportes, então lá vão algumas coisas que tenho visto nos últimoes tempos:

* O ouro da Daiane hoje foi emocionante. Foi muito legal ver ela dando a volta por cima depois das cirurgias e da Olimpíada. Ela é mesmo o máximo.

* O nível técnico do futebol, aqui no Brasil, anda sofrível, mas o campeonato está emocionante, tanto na série A, para ver o campeão e os rebaixados, como na série B. Engraçado notar que o Atlético-PR tinha o título nas mãos, e deixou escapar em 3 minutos de desleixo no jogo contra o Grêmio, há dois fins de semana. Foram dois gols sofridos que mudaram a história do campeonato. O Santos está com a mão na taça agora, merecidamente. Pro rebaixamento, além do Grêmio e Guarani (que já se ferraram), aposto no Botafogo (de novo!!) e Vitória na série B do ano que vem. Em vez do Vitória poderia ser o Atlético-MG, e daí seriam só ex-campeões rebaixados... Quando esses grandes vão tomar vergonha na cara???

* E não dá pra negar: o Luxemburgo é mesmo foda. Pode ser campeão pela segunda vez seguida, por times diferentes (seu quinto título brasileiro, no total; se fosse um clube seria o maior campeão, junto com o Flamengo). E, nos dois anos, estabeleu recordes de gols feitos pelas equipes. Foram 102 com o Cruzeiro, no ano passado, e já fez 101 com o Santos agora, faltando ainda um jogo. Só falta a esse senhor dizer a que veio em torneios da Libertadores.

* O Palmeiras continua uma tristeza. Enquanto tivermos esse presidente absolutamente estúpido, não vamos ganhar nada.

* Observem a tabela do campeonato: tirando o Atlético-PR, os quatro primeiros colocados seriam, na ordem, Santos, São Paulo, Palmeiras e Corinthians. E ainda teríamos aí na frente do Corinthians o São Caetano, que perdeu 24 pontos no tribunal. Os paulistas realmente são quem mandam nesse fraco futebol brasileiro atual.

sexta-feira, dezembro 10, 2004

Legal, hoje foi um dia bacana. Além de conseguir entender as coisas que eu não tava sacando e que me deixaram frustrado ontem, hoje eu recebi email da minha amiga polonesa. Os emails que eu mandava pra ela tavam voltando e nem celular mais tava funcando. Achei que o contato estava perdido, mas hoje recebi as novidades dela. Está tudo bem, tirando problemas com passagens aéreas pra ver a família no Natal. A companhia em que ela ia viajar faliu! A Gosha anda muito azarada em Londres, tá louco... Mas, pensando bem, nem tanto. Ela tem um trabalho bom, nada de lavar pratos, então não há tanto assim pra reclamar.

Só sei que tô com saudades daquele lugar doido...

quinta-feira, dezembro 09, 2004

Trabalhando demais, demais... Tô tentando aprender tudo rápido, e um pouco frustrado por não conseguir chegar no nível que eu queria. Os dias acabam sempre com dor de cabeça, olhos cansados, exaustão mental. Mas vai dar certo, pelo menos pro que eu preciso fazer, vou estar num nível de conhecimento Ok. Mas que eu queria entender completamente o assunto, e sair expert, ah, isso eu queria...

domingo, dezembro 05, 2004

Há três semanas eu tava com uma dor de velho, nas costas, que não curava de jeito nenhum. Daí fui em ortopedista, e ele disse que eu precisava de antinflamatório e 10 sessões de fisioterapia. Fiz tudo isso, compressa com calor, alongamento, e nada... Tomei relaxante muscular, passei pomada, e nem sinal de a dor passar.

Então resolvi falar sobre o assunto pro cara da medicina tradicional chinesa, que cuida da minha tendinite. Ele disse: "vamos tirar isso logo, antes que vire outro mal crônico em você. Vou colocar uma agulha no seu bigode". E, sim, essa foi a primeira providência que ele tomou. A segunda, foi fazer quatro furos nas minhas costas, que me fizeram urrar de dor. A terceira foi colocar um copo em cima desses furos e fazer sucção, num procedimento que chamou de "ventosa". "Você tem síndrome de frio superficial", dizia ele.

Depois de 15 minutos, retirou as agulhas (tinha outras nas costas todas) e o copo, e pediu pra eu me mexer pra ver se ainda tinha dor. Adivinhem só: quase não tinha nem sinal dela. Ao longo dos dias, fui ficando melhor ainda, e hoje estou 100%. Depois quando eu digo que os chineses são foda, ninguém acredita...