sexta-feira, março 31, 2006

Esse cara (Ronaldo Rogério de Freitas Mourão) foi um dos meus ídolos de infância :-).
Tudo bem que o artigo tá mal escrito, mas ele coloca os pingos nos "i"s sobre o caso do brasileiro astronauta.
Pra quem não tem acesso ao conteúdo exclusivo do UOL, segue um trecho:

"O vôo de Marcos Pontes (444º astronauta ao espaço) é, na realidade, uma grande jogada eleitoreira do governo. Ela não irá contribuir em nada para reafirmar o programa espacial brasileiro.
Na realidade, Pontes poderia ir ao espaço em 2009, de graça, sem pagar os US$ 10 milhões, se o Brasil tivesse cumprido o acordo de construir algumas peças para a ISS. É mais importante cumprir essa tarefa do que enviar um brasileiro ao espaço, pois ela irá gerar um desenvolvimento tecnológico no Brasil.
Muito mais importante é destinar recursos para tornar realidade nosso programa espacial. Há mais de 10 anos, o nosso veículo lançador de satélites, o VLS, está sofrendo uma "sabotagem governamental"
(...)
O importante é que as autoridades do governo do Brasil compreendam que o programa espacial é fundamental para a economia (o transporte de satélites é um comércio muito lucrativo) e para a segurança nacional, assim como para o progresso cientifico e tecnológico, tendo em vista o seu efeito nas mais diferentes indústrias, como na eletrônica.
O atraso do nosso programa espacial já deveria ter provocado uma CPI sobre o desenvolvimento científico e tecnológico brasileiro. Quando a URSS colocou o primeiro satélite artificial em órbita, houve um questionamento por parte dos políticos norte-americanos para saber a razão pela qual os EUA não conseguiram fazê-lo com sucesso antes dos russos. Até o sistema de ensino foi questionado. No Brasil, se perdermos a Copa do Mundo, será uma verdadeira crise... "
Putz, prometi não falar mais de política e, nos últimos dias, tenho cedido à tentação! E não resisto a mais um comentário:

Acaba a passagem relâmpago de José Serra na prefeitura de São Paulo. Nosso prefeito agora é o Kassab, que maravilha... Ficou mais uma promessa vazia, mais um compromisso rasgado. Aliás, abre-se um precedente: nem promessa assinada por escrito e lavrada em cartório os políticos se sentem no dever de cumprir.

quarta-feira, março 29, 2006

A quem ainda, como uma fé religiosa, não quer ver a lama em que está a cúpula petista: O mensalão existiu, e nada tem a ver com Caixa 2 de campanhas. E reparem que o relatório de 7 mil páginas (!!) confirma oficialmente: a origem do dinheiro é mesmo pública.

Não há dúvida: o PT, de forma surpreendente, deixou todos no chinelo no quesito falta de ética. Talvez levando às últimas conseqüências a tese de que os fins justificam os meios, não sei. Mas não importa. Importa é que fizeram todos de palhaço.
Posso estar enganado, mas há indícios fortes de que a final do BBB6, ontem, foi manipulada. Pra variar, né? Nada é sério por aqui mesmo...
O que vemos todo dia, em números. Leiam aqui

segunda-feira, março 27, 2006

Só pra não perder o hábito, vou comentar o clássico Palmeiras e Corinthians de ontem. Esse é o consenso entre os jornalistas esportivos sérios:

- Gol anulado: o Tevez realmente deu um leve tranco no zagueiro, visto pelos dois bandeiras. A culpa foi do ponto eletrônico que estava sendo testado e falhou. Não deveriam fazer "testes" desse tipo em clássicos

- O tira-teima diz que a bola que teria entrado pro Palmeiras, em falha do goleiro Marcelo, na verdade não entrou por inteiro. Portanto, não foi gol.

- O Palmeiras teve um pênalti não marcado, em cotovelada clara do zagueiro, com bola em jogo

Façam as contas e vejam qual resultado teríamos. Jogo roubado? Só na mente doentia dos corinthianos.
Vish, o povo aqui no trampo tá discutindo política a altos brados, aqui do meu lado.
Vou ficar na minha: esse ano não defendo ninguém publicamente, como cansei de fazer no passado.

Basta o tanto de papel de palhaço que já fiz. Agora, nem o mané que tá lá, nem o picolé de chuchu... Pra quê defender uma classe que tem a mentira como principal valor? Uma classe cuja principal habilidade se resume a reconstruir a verdade unicamente usando seus interesses particulares como parâmetro? Não, tô fora. Voto (talvez nulo), participo, me informo. Mas não defendo picareta, espero que nunca mais.

sexta-feira, março 24, 2006

Para maior esclarecimento, eis o meu momento atual, no que se refere a uma série de assuntos que sempre foram ou são importantes pra mim:

- Política: estou totalmente enojado com a politicagem brasileira. Me enganei acreditando na honestidade dos grandes caciques do PT, mas também não vejo muito maior dignidade nos outros grandes partidos. Hoje, não me sinto representado por ninguém e, apesar de continuar me informando sobre o assunto (pois acho isso o mínimo que podemos fazer), não me sinto nem um pouco animado a escrever sobre. Cansei de fazer papel de palhaço.

- Futebol: também me enoja. Vejo meu time ser dirigido a décadas por um bando de espertalhões, campeonatos comprados, juízes desonestos, torcidas compostas por animais. Gosto do esporte, mas, hoje, prefiro acompanhá-lo de uma forma diferente: vendo jogos do Barcelona, Real Madrid e afins.

- Música: adoro música, claro, mas hoje em dia tenho tido pouco tempo para me dedicar a ela. Peço desculpas a essa minha querida amiga por isso. Espero no futuro poder voltar a tocar bastante, mas simplesmente hoje isso não vem sendo possível.

- Trabalho: É onde eu estou depositando grande parte da minha energia, porque ou é assim, ou eu escolho a estagnação. E eu não quero a estagnação.

- Casa: Também requer muita energia tomar conta de uma casa sozinho...

- Pessoas que eu gosto: Vou equilibrando os dois itens acima com este aqui, que é sempre muito importante. Não podemos esquecer dele nunca, ou acabamos virando aqueles workaholics estressados e sem vida.

Resumo da ópera: hoje, ao contrário de uns anos atrás, não tenho tempo pra ser feito de palhaço (pagando pau pra político ou time de futebol, ou mesmo escrevendo sobre) ou de gastar tempo com a diversão errada. É isso.

quinta-feira, março 23, 2006

Ok, passou a tormenta... palestra dada, agora é voltar a me dedicar aos afazeres comuns.

Pra tentar evitar ficar suando frio sempre que isso acontecer, vou fazer um curso rápido de oratória esse fim de semana. Vamos ver se aí o bicho destrava de vez.

sábado, março 18, 2006

É, Alex, alertado por você fui dar uma atualizada na questão da TV Digital no Brasil. Tava acompanhando só de longe, e assim não dá, né?

Agora acho que dá pra dar uma opinião. A discussão é complicada, envolve uma série de variáveis técnicas e econômicas, fora que a concorrência entre os sistemas é ferrenha, com cada um querendo oferecer uma vantagem maior ao Brasil.

Aparentemente, pelo que eu li, o sistema europeu é mesmo melhor tecnicamente, além de muito mais maduro e confiável. Por outro lado, o japonês parece cuidar de um mercado que tem certas semelhanças com o nosso, o que é desejável também. Além disso, eles estão oferecendo maiores vantagens econômicas, como isenção total de royalties.

No fim das contas, o que resolve a parada são estudos pesando todas essas variáveis. E esses estudos já foram feitos, apontando realmente para o padrão europeu, como você bem disse.

De qualquer forma, o sistema escolhido terá que sofrer adaptações para a realidade brasileira. Nessa linha, a novidade agora é que o Hélio Costa quer criar um Frankstein dos três padrões, o que eu duvido muitíssimo que seja a melhor escolha.

Enfim, no frigir dos ovos, concordo com você. E continuo achando Telecomunicações muito chato...

sexta-feira, março 17, 2006

Sei que já disse isso uns posts atrás, mas agora é sério: tô com medo.

Vou ter que dar uma palestra terça-feira simplesmente pros editores de informática do Estadão, Folha e O Globo, mais o editor da InfoExame. REZEM por mim!
Vocês sabem que eu não sou aquele típico paga pau de tudo o que o Google faz, mas uma coisa é certa, o Gmail é demais...
Uma coisa legal que eles fizeram há um tempo e ainda me deixa muito contente é o recurso Download All Attachments. Não vi ainda outro WebMail com isso. Você clica ali e ele te entrega um Zip com todos os arquivos anexados no e-mail. Simples e sensacional!

quarta-feira, março 15, 2006

Que medo...
Ebaaa!!!
Finalmente um programa de música na MTV! E num horário que eu posso assistir!

É o "Ya! Dog", que conta com nossa amiga Nani na produção. Agora sim, eu vou poder parar de ver novela das 8 e me informar mais sobre música. Estava muito desatualizado... Afinal, no mundo de hoje, se você fica 5 meses sem saber novidades, já perdeu o trem da história.

O único problema do programa, na minha humilde opinião, é que ainda tem um pouco daquele ranço da emetevê, de colocar muita piadinha no meio... Acho que ficaria bem melhor se os GCs que eles colocam nos clipes fossem usados única e exclusivamente para informação relevante.

Mas de resto, estão de parabéns. Tomara que a moda pegue de novo e nos vejamos livres de "Beija Sapos", João Gordo Show e coisas do tipo, na única emissora de música que temos.

terça-feira, março 14, 2006

Tô com impressão que este tradicional blog pode estar se encaminhando para a morte. Não pela falta de comments, porque isso é uma tendência natural, depois de 4 anos escrevendo abobrinnhas... Mas pela falta de tempo. Já faz alguns meses que só tenho cabeça pro trampo e pra essa fase de adaptação à nova vida, morando sozinho. Não sobra espaço pra pensar no blog ou em coisas que valham a pena publicar.

De qualquer forma, vou procurar mantê-lo vivo tanto quanto possível. Assim, quem sabe essa fase passa e eu continuo tendo o meu "Querido Diário" virtual.
E o PSDB escolheu o Alckmin. Menos mal... Espero que isso realmente signifique que não teremos Kassab prefeito (ou seja, que Serra não resolva virar Governador).

Pra mim, a única certeza é que no primeiro turno não voto em Lula nem em Alckmin. O resto é mistério absoluto.

sexta-feira, março 10, 2006

"Nova York, 9 mar (EFE).- O fundador da Microsoft, Bill Gates, é
pelo 12º ano consecutivo o homem mais rico do planeta, onde existem
na atualidade 793 pessoas com mais de US$ 1 bilhão em suas contas,
um recorde histórico registrado pela revista financeira "Forbes" que
divulgou hoje a lista dos homens e mulheres mais ricos do planeta."

É uma introdução como essa (do UOL Economia) que me faz ter certeza de que eu, sabendo escrever, jamais morrerei de fome num país como o Brasil...

quarta-feira, março 08, 2006

Que dia bizarro. Tô feliz e triste ao mesmo tempo. E olha que a tristeza nem é porque o Palmeiras apanhou de novo (que com isso eu já estou acostumado). É que eu atingi um objetivo. Mas não exatamente da forma como eu queria...
Dois comentários:

- Mais um golaço do Ronaldinho Gaúcho contra o Chelsea. Foi impressionante a rapidez da jogada, como em um lampejo ele decidiu, inclusive na força, contra zagueiros da seleção inglesa. É gênio.

- Que anfitriã foi a Rainha Elizabeth pro Lula, hein?? Teve até exposição sobre o Brasil no Palácio de Buckingham, e ela guardou até o presente que recebeu da Mangueira, numa visita ao Brasil.

Agora, imaginem se fosse o contrário: um inglês sozinho arrasando um time nosso no futebol e o nosso presidente recebendo alguém com tamanha educação. Pois é. Esses são Brasil e Inglaterra.

terça-feira, março 07, 2006

Ando meio afastado de cinema, mas vi esses dias dois filmes:

- Hooligans (DVD) - O pior filme de todos os tempos! Aluguei porque são temas pelos quais eu me interesso: futebol, futebol inglês, violência no futebol. Achei que ia ser mais legal ainda quando, no começo, descubro que o personagem principal é um estudante de jornalismo que vai pra Inglaterra e acaba se envolvendo com os Hooligans. "Ele vai fazer uma puta reportagem sobre o assunto", pensei. Que nada! O cara é um babaca, entra na onda de violência e, pior, o filme acaba por fazer uma puta apologia imbecil ao hooliganismo. Mostra os que batem mais como heróis, e tal. Um absurdo. Pra mim, filme desse tinha que ser proibido. Como é que o "Frodo" foi cair na besteira de fazer um filme desses...

- Brokeback Mountain - Filme bom, mas meio decepcionante, talvez pelo tanto que as pessoas têm elogiado. O problema é que a condução é lenta demais (chega a ficar quase 1 hora sem acontecer praticamente nada) e me deu muito sono. Outras pessoas com quem conversei tiveram a mesma impressão. O final, pra mim, também foi um pouco esquisito. Enfim, legal pelo menos o fato de ter surgido um filme mainstream sobre um caso de amor gay.
Vocês provavelmente não são noveleiros como eu, mas já repararam que as pessoas, quando crianças, gostam sempre mais das novelas das seis, depois, mais tarde, passam pra novela das sete, adultos só assistem às novelas das oito e por fim os velhinhos voltam a ficar fissurados na das seis? Será que tem a ver com essa coisa de os idosos meio que voltarem a ser criança?

Eu tava pensando essa merda e lembrei que quando criança gostava muito de uma novela das seis chamada "Livre para Voar". Era com o Tony Ramos e ele morava em um vagão de trem abandonado. Era um vagão todo arrumado, uma casa perfeita, ele ficava por ali sempre só e eu imaginava que aquilo era tão aconchegante...

Acho que é desde essa época que eu comecei a querer morar sozinho :-). Brincadeira, mas que dava vontade de morar num vagão afastado de tudo, isso dava. Acho que eu lembrei de tudo isso porque agora eu tô realizando esse sonho de infância. Montei finalmente o meu vagão abandonado.

domingo, março 05, 2006

Graaande o evento do Alex, ontem. Tava tudo ótimo, desde o som até o astral da Dani (que dessa vez não estava Dani demais, como do último dia que ela esteve por lá).

O que falta é a gente fazer mais disso... O povo entrou em 2006 muito bodiado pro meu gosto.

quinta-feira, março 02, 2006

Gaviões revoltada porque diz que foi roubada no Carnaval. Mas na hora de comemorar título roubado no futebol eles não ficam nervosinhos...