segunda-feira, janeiro 29, 2007

Nao dah!! Alem de escrever sem acento, agora tenho que me virar com teclado frances, todas as letras trocadas.

Assim fica complicado contar da viagem. Vou dizendo por enquanto que estah tudo bem e que Lili agora se chama Lili Martins de Oliveira Coudert, e esta oficialmente casada!!

Foi uma cerimonia muito bonita, e em breve postarei fotos aqui.
Amanha almocarei com os Coudert, e conhecerei o ninho de amor :-).

terça-feira, janeiro 23, 2007

Pra ninguem falar que eu nao assisto show de rock nunca por aqui, fui ver um de graca, numa loja de discos. Porque, afinal, se real nao da em arvores, imaginem libras...

A banda era o The View. Eu conhecia as musicas, mas nao ligava ao nome da banda. A impressao que da e a mesma que eu tive quando fui ver samba na Lapa: os caras aqui tem rock na veia. Nao eh a mesma coisa de um brasileiro tocando rock (claro, salvando-se ai honrosas excecoes). Foi legal. Mas tambem nada que me abalasse. Ou seja, realmente nao gastaria uma preciosa grana pra ver um show de rock por aqui.
Vish, falei cedo demais em aquecimento global... Ontem fez zero graus e hoje chegou a -1. To quase morrendo de frio aqui. Soh da pra ficar 1 hora na rua direto, sem entrar em nenhum lugar.

E o frio continua... Previsao de zero amanha e -2 na quinta (ainda bem que nesse dia to indo pra Franca!!)

segunda-feira, janeiro 22, 2007

A Nancy sempre fala pra mim da vontade que tem de ficar tocando nos metros da Europa. Mas, num sei nao, essa ideia me parece hoje ainda mais impossivel.

Tenho visto uns caras tocando por aqui, mas sao poucos. A maioria dos locais tem a inscricao "no busking!", que eh a expressao que eles usam pra esse tipo de atividade. Em alguns poucos locais ha permissao, mas sao musicos tao ruins de dar do, e eu realmente acho que eles recebem pouquissimas moedas por dia. So vejo gente passando direto, sem nem olhar pro musico.

Enfim, fazer Busking nos metros da Europa pode ate ser uma ideia romantica, mas na realidade, nao rola, nao.
Eu sou realmente um cara confuso. Pensem bem antes de viajar comigo, ou podem ter serios problemas...

Estava eu fazendo a conexao em Paris, na fila para a revista. Fico sabendo que ha novas regras, e que agora eles querem que voce tire cinto e sapatos! Daqui a pouco teremos que ficar pelados antes de entrar em um aviao.

Pois bem: me atrapalhei todo com as coisas e o resultado eh que quase esqueci minha passagem por la! Por sorte, alguem me trouxe. E nao foi so. Depois de colocar minha bota, ia saindo quando um cara falou (nao esqueca o seu casaco!). E eu realmente iria esquece-lo la, na esteira.

Entao ja sabem, nunca deixem muitas coisas na mao do Mauricio, se nao quiserem que ele as deixe largadas nos cantos por ai...

domingo, janeiro 21, 2007

Bye, Bye, Brasil.

E good day, London! Good day mesmo, porque nao ta nada frio o inverno por aqui! Deve ser o aquecimento global atacando novamente.

Algumas primeiras observacoes dessa minha segunda passagem pelo velho continente:

- Musica brasileira continua forte. No aviao Paris-Londres o repertorio comecou com "Tive Razao", do Seu Jorge, que eu tive a honra de tocar na minha ex-banda.

- Acho que to ficando velho. Cheguei meio impaciente e puto com as situacoes tipicas de hostel, me sentindo desconfortavel. Acho que, desse jeito, so vou poder viajar em quarto de hotel certinho, daqui pra frente

- Talvez isso seja por um motivo basico: dessa vez, ao contrario da outra, cheguei sozinho (da outra estava com a minha irma) e sem 1 unico brasileiro pra conversar e arrumar acomodacao pra mim (da outra vez tinha toda a galera de MT que tinhamos conhecido na viagem). Ou seja, foi bem mais hostil. Mas nao tenho que reclamar dos britanicos, mais uma vez eles se mostram super bacanas.

Eh isso por enquanto, deixa eu tratar de curar o jet lag com 12 horas de sono!!

quinta-feira, janeiro 18, 2007

Esta semana teve início algo muito legal: conforme combinei com o pessoal aqui da empresa, começarei a fazer tarefas técnicas de projetos de software durante algumas horas do meu expediente, como forma de desenvolver minha parte técnica.

Isso é o tipo da coisa que me deixa feliz em um emprego, poder aprender ao mesmo tempo em que estou trabalhando. Fiquei muito feliz de terem lembrado disso e de terem me dado essa oportunidade. Com certeza 2007 vai ser um ano de muito aprendizado!!

quarta-feira, janeiro 17, 2007

E a história da Red Bull usando promoter pra distribuir seus produtos pra bombeiros, lá na cratera de Pinheiros, hein? Que merda, por essas e outras que eu adoro Marketing, sabe...

E pra nós, que estamos estudando Gerência de Projeto, parece claro de quem é a culpa pelo acidente: do governo, que fez um contrato entregando toda a parte de segurança para as construtoras, e estas últimas, por razões óbvias. Incrível que só um operário tenha morrido (isso porque voltou correndo pra lá para pegar documentos). Um dia antes, já havia uma série de sinais, fora a série de casas rachadas que aparecem há tempos no bairro. Ou seja, lá dentro todos já sabiam...

Essa palhaçada e o vazamento de minério gigante em Minas são mais alguns exemplos que me deixam super orgulhosos dos empresários desse país.

segunda-feira, janeiro 15, 2007

Voltando para o iPhone. Alertado pelo Alex, fui ver as capas deslumbradas da Veja e da Época desta semana. A da Época é a pior: "O novo lançamento da Apple, uma espécie de computador que cabe no bolso, vai mudar a nossa vida". (!!)

Primeiro, desde quando computador que cabe no bolso é novidade? Já existe há décadas! Além disso, o iPhone é (alegadamente) muito mais do que isso, é um Smartphone + iPod! E outra, como podem afirmar que vai mudar nossa vida? Baixou o Nostradamus no editor da Época??

aqui um ótimo artigo mostrando o quanto ele ainda é uma incógnita e o quanto é arriscado lançar manchetes como essa. Entre as principais dúvidas colocadas estão: infra-estrutura de rede (especialmente para realização de backups e sincronizações), uso corporativo, suporte a arquivos do Microsoft Office, sincronização com aplicativos Windows, usabilidade do teclado, tecnologia 2.5G, plataforma fechada, impossibilidade de realizar conexão peer-to-peer...

Enfim, são muitas dúvidas. E fica ainda mais uma: será que a Época não consultou seu editor de tecnologia antes de mandar ver essa capa totalmente sem noção???
Acho que o Steve Jobs está realmente encrencado...

quarta-feira, janeiro 10, 2007

Navegando pela Internet, eu achei essa lista. São as 10 melhores canções britânicas de todos os tempos, segundo votação dos ouvintes da rádio Virgin no ano passado:

1. Imagine - John Lennon
2. Hey Jude - Beatles
3. Let It Be - Beatles
4. One - U2
5. Angels - Robbie Williams
6. Bohemian Rhapsody - Queen
7. Stairway to Heaven - Led Zeppelin
8. Every Breath You Take - The Police
9. Hotel California - The Eagles
10. You're Beautiful - James Blunt

Algumas considerações:
1 - Os Beatles são foda.
2 - O rock britânico é foda (as únicas exceções aí, pro meu gosto, são os números 5 e 10, mas nenhuma lista é perfeita...).
3 - Como eles gostam de uma balada!! Os famosos singalongs britânicos...
4 - Se eu fosse votar, ficaria com a que pegou o 6º lugar. Mas isso eu já declarei neste blog há um bom tempo.
5 - Curioso e sugestivo eles considerarem U2 (irlandês) como britânico...


UPDATE
Hotel California - The Eagles, BRITÂNICO????
Ontem, Steve Jobs anunciou o tão esperado iPhone, e o Alex me pediu para escrever algo sobre ele. Muito bem, então vamos lá.

Primeiramente, é de se notar que não escrevo muito sobre isso aqui, aparelhos móveis para entretenimento (claro que o iPhone não pretende ser apenas isso, mas de qualquer forma se encaixa nessa categoria de produto). Isso acontece simplesmente porque não sou um cara que tem esse tipo de aparelho como sonho de consumo, não ligo muito pra isso. Apesar de gostar muito de música, não sou daqueles que ouve música o tempo inteiro e que precisa sempre estar com um fone de ouvido na orelha. Na verdade, eu deveria até mudar o nome desse blog, porque não faz sentido um espaço como esse se chamar Ouvido Eletrônico e não se dignar a comentar as últimas novidades sobre tocadores de música digital. Mas não vou fazer isso porque o nome é esse há anos e pronto. E vamos parar de papo furado e passar logo ao post propriamente dito.

O iPhone é sem dúvida um grande anúncio (veja bem “anúncio”, não foi “lançado” ainda, como diz a Folha Online, pois ele só vai começar a ser vendido em junho). Como tudo o que a Apple faz, será com certeza uma referência, especialmente em termos de design, e não há nem muito o que se comentar em cima disso. Ouvi até dizer que é um “brilliant-phone” (brincadeira para dizer que está acima da categoria smartphone), mas aí já acho exagero de macmaníaco. Trata-se apenas de uma combinação de aparelhos que já existem: iPod + smartphone com touchscreen. Claro que é uma grande combinação, mas não podemos chamar de idéia brilhante, e sim de uma evolução natural a partir de aparelhos, estes sim, brilhantes.

A grande incógnita é o aspecto comercial: será um sucesso de vendas como o iPod ou um fracasso cult como todos os demais lançamentos da Apple? Qualquer coisa que dissermos a respeito, acredito que será apenas um palpite. O próprio iPod, a princípio, não venderia bem devido ao alto preço, de acordo com grandes analistas, e deu no que deu. Há a mesma dúvida sobre o iPhone, mas dessa vez estão sendo mais cuidadosos, deixando a questão no ar.

Quanto a mim, claro que gostaria de ter um aparelho desses, mas definitivamente não está entre minhas prioridades, pois nunca fui um gadget-maníaco. A vida pra mim, hoje, é isso: prioridades. E a única certeza que tenho sobre o assunto é que não gastaria 2 paus e meio pelo brinquedinho – prefiro comprar uma passagem pra Europa com esse dinheiro.

UPDATE (15/01/2007): O preço previsto para o aparelho é US$ 500 (na versão mais básica) e US$ 600 (na mais cara), mas nunca se sabe o preço que terá quando chegar ao Brasil, talvez no meio de 2008. De qualquer forma, se não puder comprar uma passagem com esse dinheiro, já dá pra pelo menos metade dela...

terça-feira, janeiro 09, 2007

Muitas vezes acho que o brasileiro é naturalmente menos inteligente que o europeu, mesmo...

Hoje estava vendo um programa esportivo, aquelas incríveis fontes de conhecimento, e havia uma discussão bastante original... "O que é melhor, pontos corridos ou campeonato com final"?

Por que será que o futebol daqui é um negócio tão mais tosco do que na Inglaterra, por exemplo? Será que é porque aqui, 100 anos depois da criação do primeiro campeonato ainda estão discutindo se pontos corridos é bom ou não? É nesse nível que os "especialistas" planejam o nosso ano futebolístico, mudando os regulamentos em média a cada 5 anos.

Enquanto isso, na Inglaterra, cada detalhe do "Negócio" chamado futebol é pensado. Lá, desde os anos 60 os regulamentos são os mesmos e desenvolvidos em alto grau de maturidade. São sempre três campeonatos, com regulamentos que se completam: Premiership (ou Campeonato Inglês, com pontos corridos), FA Cup (ou Copa da Inglaterra, sistema eliminatório por sorteio) e League Cup (ou Copa da Liga, sistema eliminatório com preferência para jogos entre fracos x fortes). Não há discussão sobre qual sistema é melhor, eles simplesmente se completam.

A discussão lá, nos anos 90, era outra: era sobre conforto nos estádios, modernização, abertura de capital, transferência de poder para os clubes, segurança, etc. Enquanto isso, por aqui, continuamos ouvindo os mesmos papos de sempre e vendo nossos jogadores todos imigrando. Mas não tem problema, não: a FA Cup começou esta semana e na casa do meu pai pega ESPN...

segunda-feira, janeiro 08, 2007

Ótima notícia!!


McCartney "reencontra" Lennon

O Globo

Rio - O ex-Beatle Paul McCartney resolveu completar uma canção que começara a gravar com John Lennon, não lançada pelos Beatles, “Now and then”.

Ele adicionou vocais à faixa, que tem voz solo de Lennon, e, segundo o jornal inglês "The Daily Express", acredita muito no potencial da música. Após a morte de Lennon, em 1980, os Beatles lançaram duas outras canções póstumas, “Free as a bird” e “Real love”.
Que coisa, este 2007 já começa com grandes conquistas de várias pessoas... Tati, Lili e Cris, que elas sejam muito felizes nessa nova vida que começa para elas!!

sexta-feira, janeiro 05, 2007

Indicação da Lili, inspirada no meu post sobre a Calculadora Verde.

Trata-se do Homem Refluxo, ou Peri Pane, ou Lennon, enfim... Aquele cara bacana que foi meu colega no Magno, na PUC, na Folha e no Quanta Planta! Detalhe: o vídeo tem 2 partes.
Mais um exemplo de redação jornalística. Matéria assinada no UOL Esporte de hoje:

"Goleiro do Palmeiras desde 1993 e com pequenas passagens por Portuguesa, Flamengo e Vitória, Sérgio tem vivido dias de angústia para definir sua rota após ter rescindido contrato com o clube que se revezou constantemente entre a titularidade e o banco de reservas, rotina que o jogador não quer trocar nem por uma situação mais estável, mas que seja em um clube longe do eixo Rio-São Paulo.

Com o surgimento de Diego Cavalieri e a promoção de Bruno para terceiro goleiro, Sérgio deixou de ser prioridade para o Palmeiras, que no início da temporada 2005 só renovou o contrato do atleta por insistência do técnico Emerson Leão, que quando já estava no Corinthians exigiu sua contratação, não efetuada em razão da diretoria do clube alvinegro não aprovar o reforço e ter feito proposta que não agradou ao jogador."

Sem comentários...

quarta-feira, janeiro 03, 2007

A moda agora chama-se "Neutralização de Carbono".

Acabei de descobrir que eu deveria plantar 13 árvores por ano, pra compensar a poluição que eu gero.

Quem quiser calcular também, duas opções:
http://www.keyassociados.com.br/divisoes_sustentabilitas_calculadora_carbono.htm
http://www.thegreeninitiative.com/calculator/pt/calculator.php

segunda-feira, janeiro 01, 2007

Claro que o Saddam merecia pena de morte, mas matá-lo em dia sagrado para os muçulmanos, usado para o sacrifício de animais, só mostra mais uma vez a falta de tato e estratégia dos americanos.

É que Baby Bush queria o serviço feito rapidinho pra comemorar junto com o réveillon...