sábado, dezembro 27, 2008

Último post do ano, com certeza o ano em que eu menos escrevi aqui.

Não por não gostar do blog, ou não ter o que escrever. Apenas porque a vida virou uma loucura total, como eu já sabia que iria acontecer, mais cedo ou mais tarde.

Ainda procuro ter as rédeas dela nas mãos o máximo que posso, mas isso acontece às custas de algumas coisas, entre elas o tempo necessário para eu parar, logar no Blogger, escrever um texto. Vez por outra ainda dá pra escrever, e assim ir cumprindo os dois maiores objetivos de eu continuar mantendo um blog depois de 6 anos: registrar um histórico da minha vida que possa ser interessante de reler depois; e incluir na Net conteúdo que possa ser relevante pra alguém, em alguma busca pelo Google.

Em 2009, a coisa vai ficar ainda mais complicada. Tive que abrir muito tempo na minha agenda para o que vem por aí. Mas é o caminho certo, é o que tem de ser feito. O importante é ter sempre em mente quais são aquelas coisas fundamentais, aquelas que nunca podem dar espaço na sua agenda pros seus objetivos profissionais. E essas eu acho que tenho plena consciência de quais são.

segunda-feira, dezembro 15, 2008

Para registrar: que linda a "montagem" de Dom Casmurro feita pelo Luiz Fernando Carvalho. Várias cenas emocionantes, uma direção de muito estilo e coragem, interpretações magníficas (em especial de Michel Melamed, que não conhecia, e que me impressionou muito). E como caiu bem a música Elephant Gun, da banda Beirut, no meio da trilha sonora. Claro, poderia citar uma ou outra coisa de que não gostei, mas no geral foi absurdamente bom. Pena que coisa assim aparecem só de ano em ano, e olhe lá, na TV aberta...

domingo, dezembro 07, 2008

Agora sobraram apenas Inter, Cruzeiro e Flamengo. Os únicos 3 grandes que nunca disputaram uma segunda divisão (ou viraram a mesa pra escapar dela...).
Com dúvidas envolvendo até ingressos pro show de Madonna (eu sempre achei muito criativo o departamento de marketing do São Paulo), temos aí um hexacampeão oficial. Mas, descontando erros de arbitragem, o campeão seria o Grêmio. Pela segunda vez em 3 anos, um time gaúcho perde um campeonato pra um paulista de forma suspeita. Esse é o nosso velho futebol...

quinta-feira, dezembro 04, 2008

Putz, o futebol gaúcho é mesmo fantástico. Não é à toa que é 2 vezes campeão e 1 vice do mundo...

Parabéns, Inter!

domingo, novembro 23, 2008

Depois de muito tempo, fui ver como está o Google Docs. Realmente incrível a evolução, tanto de recursos relativos ao Office quanto ao gerenciamento de documentos!

Realmente, a Microsoft deve colocar as barbas de molho. Pouco impede as pessoas, hoje, de migrar para um modelo que use um sistema operacional bem simples, e todo o gerenciamento de arquivos e aplicativos diretamente na Web.

sábado, novembro 22, 2008

Fase 1 vencida. E eu não pensei que fosse exigir tanto de mim. O bom foi que aprendi demais...

Agora é tocar com tudo pra fase 2!

terça-feira, novembro 11, 2008

Excelente trabalho de reportagem: Brasileirão sem erros de arbitragem.

Gostaria que fizessem isso sempre, que houvesse essa tabela paralela o tempo todo. Assim poderíamos fiscalizar melhor as mutretas que vivem acontecendo no futebol. Afinal, o que você acha de um time (São Paulo) que é beneficiado decisivamente em 12 dos seus 34 jogos (35%)?

Complementando a reportagem, fiz uma tabela com o saldo (jogos em que foi ajudado - jogos em que foi beneficiado). A diferença do São Paulo pros outros times é enorme (é o único que dispara na lista):

São Paulo 7
Grêmio 3
Palmeiras 3
Cruzeiro 2
Portuguesa 2
Santos 2
Atlético-PR 1
Coritiba 1
Sport 1
Botafogo 0
Flamengo 0
Goiás -1
Internacional -1
Vitória -1
Figueirense -3
Fluminense -3
Ipatinga -3
Náutico -3
Vasco -3
Atlético-MG -4

Assim fica difícil...

Vamos continuar acompanhando.

Correção: a lista que fiz acima se refere a números de erros (podendo ser vários por partida), e não a jogos. Portanto, os 35% de jogos beneficiados, que coloquei, devem ser ignorados (em vez disso, são 14%, o que também é bastante).

sábado, novembro 08, 2008

Essa é praqueles que ainda só pensam em PIB:

Felicidade Interna Bruta (FIB), ou a medida de progresso dos seres humanos, e não do dinheiro

Apesar de ser usado mundialmente para medir o desempenho econômico dos países, o Produto Interno Bruto (PIB) é um índice capenga. Destruir a Amazônia e transformá-la em móveis, pasto e plantação de soja, por exemplo, parece um bom negócio. Isso faz aumentar o PIB, pois ele só leva em conta a riqueza gerada pelos produtos, ignorando a perda dos recursos naturais e os desastres sociais que essas atividades provocam.

Há várias tentativas em todo o mundo de criar índices que possam medir o quanto uma sociedade está evoluindo, de maneira sustentável, na direção de proporcionar uma vida digna e confortável a todos os seus integrantes. Um deles é o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), usado pela Organização das Nações Unidas, que leva em conta o PIB per capita, a longevidade das pessoas e sua educação (avaliada pelo índice de analfabetismo e pelas taxas de matrícula nos vários níveis de ensino). O IDH foi criado pelo economista paquistanês Mahbub ul Haq (1934-1998), que foi diretor de Planejamento de Políticas do Banco Mundial e organizador do primeiro Relatório de Desenvolvimento Humano da ONU, e pelo indiano Amartya Sen, que recebeu o Prêmio Nobel de Economia em 1998.

Mas foi no minúsculo Butão, país encravado na Ásia aos pés da Cordilheira do Himalaia, que surgiu, há mais de trinta anos, o conceito de Felicidade Interna Bruta (FIB), que engloba não só o crescimento econômico, mas também as dimensões sociais, ambientais, espirituais e culturais do desenvolvimento. Na I Conferência Nacional sobre FIB, realizada no final de outubro, em São Paulo, Karma Dasho Ura, coordenador das pesquisas sobre a FIB no Butão, explicou como é composto esse índice: "Analisamos as 73 variáveis que mais contribuem para a meta de atingir o bem-estar e a satisfação com a vida".

Essas variáveis estão abrigadas em nove itens gerais:
1. Bom padrão de vida econômico
2. Gestão equilibrada do tempo
3. Bons critérios de governança
4. Educação de qualidade
5. Boa saúde
6. Vitalidade comunitária
7. Proteção ambiental
8. Acesso à cultura
9. Bem-estar psicológico

Para Dasho Ura, "a felicidade das pessoas deve ser o objetivo das políticas públicas do governo". Também presente no congresso, Susan Andrews, psicóloga e antropóloga americana radicada no Brasil, apresentou exemplos de como a busca pelo crescimento puro e simples pode ser uma boa escolha para os números da economia, mas um péssimo caminho na vida dos cidadãos. "Nos Estados Unidos, desde 1950, o PIB aumentou três vezes", contou. "Nesse período, o índice de crimes violentos quadruplicou e aumentou o número de pessoas deprimidas e de suicídio entre adolescentes", comparou. "Várias pesquisas mostram que o ápice da felicidade, nos Estados Unidos, foi durante a década de 1950. De lá para cá, houve degradação não no plano material, mas no imaterial".

Outro palestrante no evento foi Michael Pennock, diretor do Observatório para Saúde Pública em Vancouver, no Canadá, que expôs uma situação semelhante em seu país. "Estamos ficando mais prósperos, mas perdendo a sensação de vida em comunidade. Não somos mais felizes e estamos destruindo o planeta", disse ele. Ao informar que está em desenvolvimento o Índice Canadense de Bem-Estar, baseado na estrutura da FIB, Pennock afirmou: "Precisamos repensar nossas noções básicas de progresso, pois, a partir de certo ponto, a prosperidade não traz o aumento da felicidade nem do bem-estar".

quarta-feira, novembro 05, 2008

Viva Obama!!

Quem sabe a partir de agora o mundo "respire" melhor...

Parabéns aos pensantes dos EUA. Aos caipiras, chuuupem! Teremos neurônios na Casa Branca!

terça-feira, novembro 04, 2008

Incrível esse site: The World For! Ele faz uma "eleição mundial" entre Obama e McCain, com diversas informações interessantes. Podemos ver, por exemplo, que quase o mundo inteiro prefere o Obama, e que os brasileiros são os que mais participam do site. Pode-se acompanhar de onde vêm os votos, a cada momento, e muitos outros dados que vão sendo computados.

No link "View a Country", há um resumo do que respondem em cada país. É interessante ver que a maior preocupação de quem vota no Brasil é "Educação", gostei! Mas não gostei de ver "Aquecimento Global" como a 6ª maior preocupação dos americanos e a 5ª dos chineses.

Vale a pena visitar!

domingo, novembro 02, 2008

Estranhíssimo o título do Hamilton, ganho na última curva... Mas estranhíssimo meeeesmo.

São muitas coisas como essa que acontecem no esporte que fazem a gente ficar com um pé atrás com tudo isso.

Mas reafirmo o que disse no outro post: o melhor piloto do ano foi Massa. Hamilton teve foi o melhor conjunto piloto + carro + equipe.

Porque temos que lembrar tambem o GP da Hungria, em que o motor fundiu com ele estando em 1º, faltando 2 voltas. Só com esses pontos e os de Singapura, estaria 19 na frente. Já chegaria em Interlagos campeão.

Mas enfim, que foi tudo muito estranho, foi mesmo. Padrão Corinthians-MSI de estranheza.
Se o Massa perder o campeonato por causa de 10 pontos ou menos, dá pra dizer que foi tudo culpa da Ferrari e as inacreditáveis trapalhadas do GP de Singapura. O melhor piloto, durante a maior parte da temporada, foi mesmo o Massa. Hamilton contou foi com um conjunto mais eficaz de time + máquina + piloto.

domingo, outubro 26, 2008

Bem feito pra Marta.

Comete tanta asneira, que daqui a pouco nem pra deputada mais ele consegue se eleger...

Pra ilustrar o que ela conseguiu fazer nessa eleição, olha só:

Nota do comitê LGBT Marta Prefeita

O segundo turno das eleições em São Paulo tem como característica principal a polarização entre dois projetos de país e de cidade. Confrontam-se duas candidaturas com trajetórias políticas absolutamente distintas.

Marta representa o campo progressista, a esquerda, a centro-esquerda, os lutadores sociais e a luta democrática. Kassab, do PFL (disfarçado de democrata), representa as forças conservadoras, a direita, as elites preconceituosas, os que sustentaram a ditadura militar e a repressão aos movimentos sociais organizados.

Alguns comerciais da campanha Marta para o segundo turno que foram ao ar a partir de ontem questionam, acertadamente, a trajetória de Kassab e explicitam a diferença de projetos.

Contudo, no final de uma destas propagandas, se indaga se Kassab é casado ou tem filhos.

Para nós, militantes da luta anti-homofóbica, feminista, e também todos e todas que comungam de valores progressistas, esse tipo de linha de campanha é ERRADO e INACEITÁVEL, por várias razões:

Primeiro, porque viola o direito à privacidade e à intimidade - direito humano fundamental e constitucional de todas e todos os cidadãos.

Segundo, porque esse tipo de questionamento reforça o preconceito e a homofobia (a mensagem subliminar é que ser gay seria um demérito e comprometeria a capacidade de governar). Kassab não é - ou será - mau prefeito em virtude de sua orientação sexual (qualquer que seja) ou pela forma como leva sua vida privada, mas, sim, porque é conservador, comprometido com as elites.


Terceiro, esse tipo de crítica é moralista e preconceituosa, pois reforça a heternormatividade (que considera aceitável apenas a heterossexualidade) ao insinuar que só será um bom gestor público é aquele/a que tem cônjuge e filhos. Ou seja, só seria aceitável como prefeito quem tivesse um tipo de família (a tradicional), desconhecendo os vários tipos de família existentes e inclusive estigmatizando as pessoas que optaram por não se casar.

Quarto, porque uma candidatura com a trajetória de Marta, NUNCA poderia adotar essa linha. Marta é pioneira na defesa dos direitos das mulheres e dos homossexuais. Marta sofreu e sofre com o machismo e preconceito em virude desta trajetória avançada e progressista - e sempre foi atacada por defender os direitos sexuais e reprodutivos e a livre orientação sexual.

Quinto, esse tipo de argumento DESAGREGA. Afasta e divide nossa base militante, social e eleitoral, pois é retrógrado. Aliás, se queremos aumentar o diálogo com os setores médios, esse tipo de campanha é ainda mais contraproducente. É errada conceitualmente e ineficaz eleitoralmente.

Neste sentido, o Comitê LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais) solicita com veemência à coordenação geral da campanha que retire IMEDIATAMENTE esses questionamentos preconceitusos do ar, inclusive do sítio eletrônico da campanha.

Até que isso ocorra, estamos suspendendo todas nossas atividades de campanha, pois não concordamos em absoluto com a linha adotada neste momento.

SP, 13 de outubro de 2008

Rick Ferreira
p/ Comitê LGBT Marta Prefeita

Lula Ramires
p/setorial estadual LGBT do PT-SP e Comitê Marta Prefeita

Julian Rodrigues
p/ setorial nacional LGBT do PT e Comitê Marta Prefeita

quarta-feira, outubro 22, 2008

Aliás, tá aqui um post incrível sobre o assunto.

Não deixem de ver o vídeo linkado, contendo: Britto Júnior defendendo a imprensa (claro), as entrevistas sórdidas de RedeTV, Record e Globo, um promotor em cima do muro (critica, mas não consegue deixar de puxar o saco) e uma "aula" de Cris Flores explicando o "papel da imprensa". Ahhh, agora entendi.

Quase escrevi "impensa". Ato falho...
Alguma punição tem que haver contra essa irresponsabilidade!
Eles devem no mínimo pagar indenização vultuosa às famílias!

Entrevista da Sonia Abrãao e sua equipe (com mãos sujas de sangue)
http://www.youtube.com/watch?v=Y3oTNzkxUQE

Isso vale para RedeTV, Record e Globo, que tiveram a irresponsabilidade de fazer entrevista ao vivo com sequestrador, em meio a tensas negociações.

E ainda tem jornalistas corporativistas como Renato Machado defendendo isso!

É preciso que aconteça alguma coisa!!!
Olha o nível desse sujeito...
Mais uma palhaçada do Partido Republicano, pra mim o pior de todos. Com vocês, Joe, o encanador!

Só que o nome dele não é Joe, ele não tem licença de encanador (provavelmente nunca consertou uma torneira), deve R$ 1.200 em impostos (e não um rapaz trabalhador que paga seus impostos em dia, como diz McCain) e é filiado ao Partido Republicano. Enfim, algo bem autêntico, não?

domingo, outubro 19, 2008

Povo burro!
Ainda sobre o jingle abaixo, são 2 estrofes simples que matam 3 coelhos com uma cajadada só: falam do "relaxa e goza", da "martaxa" e ainda apelam pro pensamento "tudo menos o PT, tudo menos Marta", foco principal pra uma eleição de segundo turno. Marketing perfeito!

sábado, outubro 18, 2008

Como é boa a campanha do Kassab, uma das melhores que eu já vi. Os jingles "Agora São Paulo já sabe", "Sorria" (esse não é original, claro) e o "Toc Toc Toc, bate na madeira" são muito bem feitos, musicalmente. O tecladinho rock sessentista que tacaram nos jingles ficou excelente!

E a melhor letra:
"Povo trabalhador
Que rala e não relaxa
Merece um prefeito
Que não inventa taxa

Toc, toc, toc
Bate na madeira
Marta outra vez
Nem de brincadeira!"

Esses gastos milionários em campanhas podem ser indecentes, mas pelo menos servem pra gente ver verdadeiras aulas de marketing.

Kassab vai ganhar pela imensa aceitação da sua administração em todas as classes sociais, mas também por essa excelente campanha.
Não escrevo isso pra me gabar, de verdade, mas pra compartilhar um jeito de pensar que acho que é o futuro, num mundo com mais de 6 bilhões de pessoas. Pra que pessoas que agem assim e que lerem este post não se sintam mais tão sozinhas e idiotas, cansadas de serem chamadas de loucas. E pras outras pensarem se, por acaso, concordam com esse estilo, e se estão a fim de também agir assim.

Tive uma sobra de salário nos últimos meses, devido a alguns trampos extras. Algo que acontece com todo mundo, de vez em quando.

Poderia ter feito uma série de coisas com esse dinheiro. Comprado uma série de aparalhos e sonhos de consumo que vivem na nossa cabeça. Mas resisti. Parei, respirei fundo, e pensei: qual o gasto certo para esse dinheiro?

Em primeiro lugar, dei preferência para serviços de que estava precisando, e não a produtos caros e de difícil produção. Em segundo lugar, pensei em coisas que seriam úteis não só pra mim, mas numa perspectiva social.

Exemplo: estou trocando meus vasos sanitários de 15L pelos mais modernos, de 6L. Também plantei árvores pela Iniciativa Verde (algo que estou tentando fazer todo ano). Minha irmã fez a mesma coisa com as sobras dela. Troquei ainda as últimas lâmpadas incandescentes que ainda tinha em casa por lâmpadas fluorescentes.

No quesito serviços, optei por fazer uma revisão no carro, que andava cheio de problemas, chamar marceneiro, vidraceiro e eletricista para uns serviços básicos em casa, etc.

Agora, ao final desse processo, estou com uma sensação boa: não comprei praticamente nenhum aparelho de última geração, não consegui comprar aquela TV de plasma de mil polegadas que é o sonho de todos hoje em dia. Mas tenho certeza de que fiz o gasto certo, com coisas úteis pra mim e pros outros.

Eu realmente acredito nisso. Se todos gastassem de uma forma mais consciente, não precisaríamos estar neste dilema entre meio-ambiente e crescimento econômico.

E agora chega desse papo, que os próximos meses pelo jeito não terão mais sobra nenhuma pra eu ter que ficar pensando sobre :-).
Que vacilo do Gate, meu Deus...

Ouvi um comandante dizer que "eram 3 crianças conversando sobre relacionamento". Três crianças??? Que eu saiba ali eram 2 crianças e 1 adulto! E que meio interessante de fazer uma DR, né, com arma na cabeça...

E agora essa do coronel: "Nós poderíamos ter dado o tiro de comprometimento. Mas era um garoto de 22 anos, sem antecedentes criminais e uma crise amorosa. Se nós tivéssemos atingido com um tiro de comprometimento, fatalmente estariam questionando por que o Gate não negociou mais, por que deram um tiro em jovem de 22 anos de idade em uma crise amorosa, fazendo algo em determinado momento em que se arrependeria para o resto da vida".

Só que esse jovem com crise amorosa estava com uma arma na cabeça de 2 meninas, falando com diabinhos e outras sandices. Da próxima vez, meus caros, não pensem duas vezes antes de dar o tal "tiro de comprometimento".

Quiseram tanto salvar a vida do "jovem", da "criança com crise amorosa", que estão quase perdendo a vida da verdadeira vítima dessa história...

sexta-feira, outubro 17, 2008

Acho que tô decidido, vou votar nulo no segundo turno. Não dá pra votar em malufista e na turma do Quércia, e também não quero mais poder pro PT, que anda muito perigoso. Então vai nulo, mesmo...
Incrível esse gol, faltando 3 centésimos de segundo pra acabar o jogo, em uma semifinal de Copa do Mundo. E contra, ainda por cima!

quinta-feira, outubro 16, 2008

Esse negócio de crise econômica só vai servir pra ferrar ainda mais o meio-ambiente. Agora governo nenhum vai querer saber de investir nessas coisas.

Bom, pelo menos vem junto com uma recessãozinha pra aliviar...

sexta-feira, outubro 10, 2008

Snif... Pobre Tottenham... O pior começo desde 1912!!

Nem existia Palestra Itália nessa época...

quarta-feira, outubro 08, 2008

Escolha o vice: Alda ou Aldo...

Acho esse um ponto bem importante para decidir o voto no segundo turno.

domingo, outubro 05, 2008

Agora a Palin diz que Obama está se associando a terroristas. É deprimente.

Pra mim, o Partido Republicano dos EUA consegue ser pior que o PP...

quarta-feira, outubro 01, 2008

Está ficando claro que quem vai ganhar o segundo turno é o Kassab. Falava isso já há meses, mas ninguém acreditava :-). É que estamos falando de Brasil, e há alguns meses a massa da população nem sabia o nome do prefeito.

O problema é o nome da vice do cabra: Alda Marco Antônio. Ou seja, corremos o risco de ver de novo a mesma novela: Serra vai concorrer à presidência, Kassab ao governo e voltamos a ter a turma do Quércia no poder, de forma totalmente indireta.

Eu não correria esse risco. Meu voto no segundo turno continua mais pro nulo...

quarta-feira, setembro 24, 2008

E depois tem gente que diz que não entende porque os pobres gostam do Lula.

Ele e seu governo podem ter muitos defeitos, mas que estão reduzindo a pobreza no Brasil, estão. Só que, como sabemos, sem educação, isso vai encontrar um limite logo, logo...

PS: a manchete do G1 está errada. Na verdade, a diminuição ocorreu de fato entre 2002 e 2007.

domingo, setembro 21, 2008

O que você faz quando uma lâmpada queima em casa? Joga no lixo?

Parou pra pensar nos materiais que a lâmpada pode conter, e se é possível reciclá-la?

Fiquei curioso em saber, e perguntei prum vendedor do Leroy Merlin, que mal pensou antes de dizer: "joga no lixo, mesmo!".

Pois as lâmpadas fluorescentes têm mercúrio e outros materiais que contaminam o solo. Isso fora o fato de que todo material que possa ser reciclado (como vidro, latão, etc., que também estão nas lâmpadas), mesmo que não contamine nada, deve ser reciclado, para evitar seu acúmulo na natureza.

Cinco minutinhos no Google me apresentaram uma ótima solução:
Tramppo Recicla Lâmpadas

É uma empresa incubada no Cietec, da USP, como mostra esta matéria. Ganhou inclusive prêmios de inovação tecnológica.

Um dia a preguiça mental será vencida...
Rinha de galo, para a Justiça do MT, é uma legítima expressão da cultura local. Legítima expressão da barbárie local, eles deveriam dizer.

Estão indo totalmente contra leis federais bastante claras. Só quero ver quanto tempo o STF vai demorar pra ver isso. Pra falar das algemas em político e empresário safado eles são rapidíssimos...

sábado, setembro 20, 2008

Médias de público de alguns grandes times que passaram pela série B (contando apenas jogos em casa, com as suas torcidas):

Atlético-MG (2006) - 31.922 (naquele ano, média maior do que qualquer time da série A)
Palmeiras (2003) - 25.000
Corinthians (2008) - 22.249

Ou seja, no momento em que os times estavam no pior momento da sua história, precisando da ajuda da torcida, esta é uma bela medida do apoio que tiveram em troca.

Esse negócio de "Fiel Torcida" já é coisa do passado...
Que tal ouvir de um esquimó quais as conseqüências de nossos hábitos?
Muito legal!

segunda-feira, setembro 15, 2008

Mais uma sobre o absurdo da ginástica artística

quinta-feira, setembro 11, 2008

Ontem, falando em público, disse:

"O departamento X intermedeia a comunicação com o departamento y".

Na hora, pensei que estava certo. Depois, achei que tinha falado muito errado (e com certeza todo mundo deve ter achado também!).

Conferindo nas infalíveis gramáticas da minha mãe, vi que é "intermedeia" mesmo, pois o verbo "intermediar" se conjuga exatamente como o verbo "odiar"!!

Juro que não faço idéia de como acertei essa...
Hugo Chavez, Evo Morales, George W. Bush, Vladimir Putin. Como o mundo está entregue a pessoas idiotas...
Muitas vezes eu fico pensando por que os políticos não legislam de forma mais dura sobre a questão ambiental (como em coisas referentes à coleta seletiva, sistemas de vasos sanitários, etc.). Não coisas que tenham impacto absurdo sobre a economia, mas coisas simples, que impactem bastante aspectos do meio-ambiente.

Se não vejamos:
- A natureza terrestre é um dos sistemas mais complexos que conhecemos (talvez só perca para o Universo em si).
- A Lei existe para conduzir sistemas humanos complexos à harmonia, especialmente em situações em que cidadãos comuns tenham pouca ou nenhuma consciência sobre eles.
- Os cidadãos, claramente, têm pouca ou nenhuma capacidade de agir quando confrontados com consequências relacionadas à natureza
- Logo, as leis têm papel importantíssimo a desempenhar aqui

O que falta? Para mim, é óbvio que faltam mecanismos para fazer com que as leis representem mais as necessidades humanas e menos as necessidades de quem as elabora. E isso em qualquer parte do mundo (talvez um pouco menos só nos países nórdicos).

Só gostaria de saber quando isso vai mudar. Porque não temos muito tempo...

terça-feira, setembro 09, 2008

Meu Deus, como o americano médio é burro... Bastou o discurso da mulher lá (Palin) e o McCain já empatou com o Obama.

Quer dizer, eles estão ferrando com o país há 8 anos, e os americanos ainda vão votar de novo nos Republicanos!

Eu, infelizmente, acho que o Obama vai perder essa eleição...

sexta-feira, setembro 05, 2008

Ainda sobre a questão da água: se uma população equivalente à da cidade de São Paulo fizesse as ações abaixo, economizaríamos 29 bilhões de litros de água todo mês.

Não é algo a se pensar???
Eu sempre tive algo muito forte com a água. Adoro o mar (mesmo fazendo tempo que não o vejo), natação é o meu esporte predileto, rios, lagos e cachoeiras são sempre os lugares que eu mais gosto de visitar quando viajo.

Talvez seja por isso que eu seja tão encanado com essa coisa de economizar água. Tenho feito algumas coisas nesse sentido, e tem algumas outras em vista.

São 4 ações simples:

Já feito:
1 - Diminuir o banho em 5 minutos - economia de 675 litros ao mês
2 - Lavar roupa na máquina 2x a menos, no mês - economia de 54 litros ao mês

A fazer:
3 - Trocar os 2 vasos sanitários de 12 litros por modelos modernos, de 6 litros - economia de 1.800 litros ao mês
4 - Usar balde para pegar a água desperdiçada, enquanto o chuveiro esquenta - economia de 135 litros ao mês

Depois de tudo isso feito, vou ter economizado 2.664 litros todo mês!!

Agora, me digam: com todo esse impacto (1.800 litros ao mês por pessoa), como o governo não resolve financiar a troca de todos os sistemas velhos de vaso sanitário??? Ou, como eu defendo, não obriga todo mundo que pode pagar os míseros R$ 250 da troca a fazê-lo, financiando apenas os que não podem pagar.

Enfim, são coisas que ninguém comenta, e que eu não consigo entender...

quinta-feira, setembro 04, 2008

Jade Barbosa está com o pulso todo estourado, aos 17 anos. Dizem que está como o de uma pessoa de 50 anos.

E uma coisa que ninguém comenta: tem uma menor de 16 anos (idade com que elas começam a participar dos campeonatos oficiais) capacidade para decidir sacrificar o corpo em nome do esporte de competição?

Se não têm autonomia para fazer uma tatuagem, como podem se sujeitar a essa pressão física e emocional?

A ginática artística é um esporte muito bonito, mas, assim como outros, deveria repensar essa questão e estabelecer certos limites nos treinos e cargas (físicas e emocionais) exigidas a meninas e meninos tão novos.

sábado, agosto 30, 2008

Santa Cruz perto da quarta divisão! É a pior situação de um time fundador do Clube dos 13, em todos os tempos.

sexta-feira, agosto 29, 2008

Putz, como é dura a vida de quem trabalha 12 horas por dia...

domingo, agosto 24, 2008

Dizem que o Brasil foi mal nessas Olimpíadas. Na verdade falavam isso desde a primeira semana (como se desse pra concluir algo sem saber o resultado de um monte de esportes em que somos bons, como Vôlei, Futebol, Vela, etc.).

Ok, acredito que isso pode ou não ser verdade, dependendo do ponto de vista. O que falta é uma análise mais fria e criteriosa. Infelizmente, não dá pra fazer isso em 3 linhas, e com uma batida de olhos no Quadro de Medalhas. Vamos ver se dá pra ir um pouco além da superficialidade aqui.

Antes de mais nada, vejam que não estou aqui pra defender o COB (porque eu faria isso?), e sim uma pura tentativa de enxergar as coisas um pouco melhor, em sua complexidade.

Acho que existem três pontos de vista para se fazer uma análise sobre essa questão:

1) Do ponto de vista do nosso potencial
É ÓBVIO que precisa melhorar. Em um país pobre, em que 88% das escolas não tem quadras para educação física, é impossível conseguir algo muito melhor.

Temos que olhar a história, nessas horas, e ela nos diz, sem margens a dúvidas: nunca, na história das Olimpíadas, um país se tornou potência esportiva sem ser:
a) Altamente desenvolvido ou
b) Uma ditadura usando o esporte para fins de propaganda política (como Alemanha de Hitler, União Soviética, Cuba, e agora a China)

Isso eu afirmo categoricamente. Portanto, não adianta ficar esperando que o Brasil vá resolver essa questão com uma única canetada (como a Lei Piva), porque não vai. O buraco está muito mais embaixo. O brasileiro acha que Olimpíada é que nem Copa do Mundo, que é facinho chegar entre os primeiros. Mas a coisa não é assim, não...

Esse foi o erro da matéria da Época (de resto muito interessante), que bota para comparar o desempenho do COB brasileiro e do Comitê Britânico, depois da criação de leis similares de incentivo ao esporte, mas esquece que está falando de um país com uma estrutura educacional soberba (a britânica) e o Brasil (nem preciso falar nada). Esporte tem muito, mas muito a ver com educação de base de qualidade.

Ou seja, deste ponto de vista, concordo que a participação foi ruim (como sempre), mas só vejo melhora no dia em que o Brasil como um todo melhorar (mesmo que uma lei como Lei Piva ajude, de certa forma, como veremos nos próximos itens).

2) Do ponto de vista da comparação histórica
Foi, na verdade, mais uma vez, uma das melhores da nossa história (tem sido assim nas últimas edições). Continua um processo de clara evolução em relação às décadas passadas (ajudado em boa parte pela injeção de dinheiro da Lei Piva), como mostram estes dados:
- 1ª medalha de ouro na natação
- 1º recorde olímpico na natação que perdurará até os próximos jogos
- 1ª medalha de ouro no atletismo em 24 anos
- 1ª medalha no taekwondo
- 1ª medalha de ouro no vôlei feminino
- 1ª medalha feminina na vela
- 1ª medalha individual feminina (e foram três, uma de ouro e duas de bronze)
- 1ª medalha feminina no judô
- 1ª medalha de ouro feminina do atletismo
- 1ª Olimpíada com maior número de medalhas (igualando 1996-Atlanta) – detalhe: em Atlanta ganhamos todas as possíveis, enquanto que este ano poderíamos facilmente ter ganhado ainda mais (vide o problema com a vara da Fabiana Murer, erro incrível do Diego Hypolito, Judô, problema de contusão no Vôlei de Praia feminino, etc.)
- 2ª melhor performance no quadro de medalhas (só atrás de 2004-Atenas)
- Maior número de finais (elas vêm crescendo: 20 em 1996, 22 em 2000, 30 em 2004 e agora 38) nas mais diferentes modalidades (desde maratona aquática, passando por ginástica artística, taekwondo, até os nossos populares vôlei e futebol).
- Maior representação da história
- Melhor país da América Latina, superando novamente nossa rival Argentina.
- À frente de países tradicionais no esporte como Cuba e República Tcheca

As mulheres, em especial, deram um show.

Na minha infância, o Brasil ganhava sempre 2, 3 medalhas por Jogos. Hoje são sempre por volta de 15, e em muitos esportes diferentes. Portanto, impossível não ver aí evolução, mesmo que não seja uma evolução tão grande como a gente gostaria.

3) Do ponto de vista da comparação com outros países
Aqui temos que falar de um tema importante: a metodologia usada para comparar os países em Olimpíadas (ou seja, o famigerado Quadro de Medalhas).

O Quadro de medalhas em Olimpíadas é influenciado, basicamente, por duas coisas:
1 - Estado geral da nação (nível da educação, capacidade de investimentos, concentração de poder, projetos de propaganda de regimes autoritários, etc.)
2 - Ser bom justamente em modalidades que rendem muitas medalhas (por exemplo, se o Vôlei desse tantas medalhas quanto a natação, estaríamos entre os 10 maiores do Quadro de Medalhas. Por outro lado, o Quênia só é bom no Atletismo, então acaba ficando super bem posicionado).

O Quadro de Medalhas, sozinho, é um indicador muito falho para fazer comparação do nível esportivo entre os países. Talvez o certo fosse acabar com ele, pois só serve para confundir. Ficam achando que o esporte no Quênia é melhor do que aqui, só porque têm bons corredores de longa distância (algo que parece se explicar mais pela genética do que por qualquer outra coisa). Acontece que eles têm apenas isso, e nada mais (e levam muitas medalhas porque esse esporte distribui muitas medalhas). Estão na frente até de Cuba, Hungria e Noruega! E alguém aí acha que o esporte no Quênia é melhor do que o de Cuba e Noruega???

O que acontece é que, além das distorções entre as modalidades, o Quadro de Medalhas só considera primeiro lugar (ouros). Prata e bronze são usados apenas para desempate. E do quarto lugar em diante, simplesmente não existe! Ou seja, um país poderia ter 50 medalhas de prata, e outro, apenas com 1 ouro, ficaria na sua frente. É o que quase aconteceu entre Quênia e França nesta Olimpíada.

Poderia ser criado um indicador melhor, como pontuações aos 10 melhores países de cada modalidade, ou algo parecido. Só como exemplo (porque dá muito trabalho fazer algo mais complexo), fiz uma classificação dando pontos aos três primeiros colocados EM CADA MODALIDADE, mais ou menos como na Fórmula 1. Neste caso, a classificação ficaria assim:



Como se vê, Quênia e Etiópia nem aparecem, porque tudo o que conseguiram foi ser 4º e 5º no Atletismo (nem chegaram a finais de coisa nenhuma, em outros esportes). O Brasil, em 13º, se posiciona na frente de Itália, Cuba, ficando apenas atrás de (adivinhem) países ricos ou ex-comunistas.

O ideal seria algo ainda mais detalhado: 1) começar dando pontos a quem atingisse final + pontos para cada colocação obtida na final; 2) com estes pontos, chegar aos 5 melhores países de cada modalidade, e então dar a pontuação final para cada país de acordo com a posição obtida na modalidade.

Mas enfim, fiquemos mesmo com o burro “Quadro de Medalhas”. Ainda assim, o 23º lugar é uma boa posição, para um país pobre. Ficamos em primeiro na América Latina, e só atrás de países ricos, ex-comunistas, além de Quênia e Etiópia (que só têm seus famosos fundistas), e Jamaica (que só têm suas provas rápidas de atletismo).

Conclusões
A conclusão é que, obviamente, podemos e devemos melhorar, mas acho que isso passa por melhoras no País como um todo. E, sim, há em curso uma evolução, apesar de lenta. Os atletas que foram lá estão de parabéns, pela garra e qualidade que demonstraram, ficando muitas vezes entre os maiores do mundo (em muitos esportes em que nunca fomos competitivos, como a ginástica e o taekwondo). Do ponto de vista da relação "desempenho dos atletas" / "estrutura que recebem", a participação foi excelente (vide exemplo emblemático do futebol feminino).

-------

Ah, claro, não poderia deixar de dar uma dica especial à imprensa esportiva: se quiserem mais, tratem, pra começar, de cobrir "esporte" de verdade nos 4 anos entre uma Olimpíada e outra. Cobrir os eventos e cobrar as autoridades faz parte do seu trabalho, e não só acompanhar cada passo do ridículo Curíntia na Série B! E aprendam que, ficar entre os 10 maiores do mundo em alguma coisa, é, sim, algo pra comemorar e muito!

sexta-feira, agosto 22, 2008

Shhh, pessoal...

A imprensa esportiva não sabe (está muito preocupada em saber se o Dunga continua técnico da seleção ou não), mas estamos a apenas 1 medalha de igualar o recorde histórico de medalhas em uma edição de Jogos Olímpicos.

Não contem pra ninguém...

domingo, agosto 17, 2008

Não adianta, brasileiro tem muita dificulde mesmo em esportes que exigem concentração e frieza. No momento principal, ele erra.

É como pedir para um japonês ser o melhor dando pedaladas em um campo de futebol. Não tem como...

Mas era a primeira Olimpíada do Diego, quem sabe na próxima!

quinta-feira, agosto 14, 2008

Complementando o post anterior: do meu ponto de vista, os atletas brasileiros têm feito muito bonito em Olimpíadas, nos últimos tempos. Eles são espetaculares, pra quem ganha "ajuda de custo" pra competir com as maiores feras mundiais.

Ex: Jade Barbosa está entre as maiores ginastas do mundo, e recebe uma Ajuda de Custo da Confederação. Não se sabe o valor exato, mas o pai afirma que é R$ 350!!
A quem acha que o Brasil está indo mal nas Olimpíadas: isso é normal, o começo é sempre assim, pelos esportes que estão sendo jogados. A expectativa ainda é de pelo menos repetir o número de ouros de Atenas, em 2004 (5), que foi o recorde do Brasil em todos os tempos e o colocou em 16º lugar.

E essa é uma posição muito boa, pois ele ficou na frente de muitos países ricos, e só perdeu para países desenvolvidos ou ex-comunistas.

Nada mal para um país que tem 88% das suas escolas sem quadras para educação física...

segunda-feira, agosto 11, 2008

Entre China e os EUA de Bush, fica difícil escolher pra quem torcer pelo primeiro lugar nas Olimpíadas.

Mas nem adianta torcer pra um lado ou outro: acho que a China vai ganhar fácil no quadro de medalhas, depois da operação de guerra (literalmente) que montou para a preparação dos atletas nesses jogos...

sexta-feira, agosto 08, 2008

Sabem quanto está hoje, mais ou menos, para instalar um sistema de energia solar (o chamado sistema fotovoltaico) para uma residência comum?

Bom, eu também não sei direito, uma vez que é super difícil conseguir informações sobre isso (mas sabemos muito bem sobre todos os crimes, as taxas de inflação semanal, previsões do PIB todo mês, etc.).

Mas, enfim, pelo que eu vi em alguns sites, não é mais tão caro assim não! Um sistema desses estaria em torno de R$ 17 mil. Aí você fala, é muita grana! Peraí:

- Pra muita gente no mundo, isso é um troco
- Se é pra salvar o planeta, então, vira mais troco ainda

Ou seja: confirmando-se valores como esse, acho que seria até interessante uma lei que OBRIGASSE pessoas que têm um certo nível social a construírem casas equipadas com este sistema. Elas não deveriam ter direito a guardar centenas de milhares de reais no banco, enquanto consomem energia elétrica convencional e ajudam a poluir o meio-ambiente.

Se houvesse uma lei assim, essas pessoas estariam dando sua contribuição para dar ganho de escala a esta tecnologia, fazendo com que ela ficasse mais rapidamente acessível às demais pessoas.

Sei que é pedir demais, mas é que não vejo a hora de nos tornamos definitivamente uma Sociedade Solar!

quarta-feira, agosto 06, 2008

Gostei dessa...

FAQ sobre energia solar:
"Did you know that solar energy is dependent upon nuclear power? Solar Energy's nuclear power plant, though, is 93 million miles away."
www.solarbuzz.com/FastFactsIndustry.htm

domingo, agosto 03, 2008

Paulo Coelho: "Sou o intelectual mais importante do Brasil".

Pensei que era o Mangabeira Unger ou o Diogo Mainardi...

Fico pensando o que os nossos verdadeiros grandes pensadores e cientistas (acreditem, eles existem!) pensam, quando lêem algo assim.

sábado, agosto 02, 2008

No fim, o que eu tenho é uma reação alérgia aguda à péssima qualidade do ar que tivemos esta semana. De fato, me sentia como se estivesse respirando veneno, especialmente no meu novo trabalho, em São Bernardo. Preciso melhorar, já estou há quase uma semana assim.

Por isso foi impressionante ouvir um repórter da CBN que chegou estes dias em Pequim, dizendo que, mesmo vivendo em uma cidade tão poluída como São Paulo, notou uma diferença brutal em relação ao ar que se respira em Pequim. Ou seja, lá sim, o ar deve ser puro veneno...
Na Folha de hoje:

Aquecimento ataca sapos e recifes latino-americanos

DA REUTERS

Um continente atormentado por mosquitos, doenças, zonas costeiras frágeis e cada vez menos peixes. Assim as mudanças climáticas afetarão a vida humana, caso as populações de anfíbios e os recifes de coral na América Latina e no Caribe continuem a ser afetadas.

Esses dois são os grupos que mais drasticamente sofrem com a alteração do clima, segundo a ONG CI (Conservação Internacional). "Muitas espécies já foram afetadas pelas atividades humanas ou por doenças, mas para essas [recifes e anfíbios] as alterações climáticas têm sido o prego no caixão", afirma Robin Moore, especialista em anfíbios do IC.

De acordo com ele, no caso do sapo-arlequim, com 110 espécies conhecidas, pode-se dizer que apenas 10 têm populações estáveis neste momento. A situação mais grave é a dos animais que vivem nos Andes. Com o aumento da temperatura e o derretimento dos glaciares, eles sobem montanhas, com mais de 5.000 metros, transportando doenças.
Se as coisas continuarem como estão, 90% dos sapos poderão ser extintos em três décadas, acrescentou. Como os anfíbios comem mosquitos, isso se traduz em mais insetos e pragas para afetar as colheitas, bem como cada vez mais animais mortos ou doentes, contaminando a água.

Os recifes de corais, principalmente no Caribe e na área tropical do Pacífico, são afetados por sedimentos provenientes do continente e, também, pelas águas mais quentes do mar. Como cumprem o papel de "casas" de animais marinhos, menos recifes significam uma menor quantidade de peixe para consumo humano e zonas costeiras menos protegidos contra tempestades e ondas.

"Toda a costa será afetada", diz Sebastian Troeng, diretor de Marinha Estratégica no IC.

sexta-feira, agosto 01, 2008

terça-feira, julho 29, 2008

À parte a amargura do último post, também preciso dizer que me sinto muito feliz pela conquista de meu grande amigo Alex.

Ele, Grandjean e seus colaboadores conseguiram criar uma revista belíssima, e desde já querida pelo seu publico-alvo, os chefs de cozinha da maravilhosa gastronomia italiana de São Paulo.

Desejo a ele toda a a sorte do mundo nesta empreitada, mas nem preciso. Quem sou eu para desejar algo assim a alguém que já tem todo o talento em suas veias, e que só precisava de uma oportunidade como essa para voar, bem alto, em uma trajetória de um grande e merecido sucesso!

Talvez alguns não tenham notado, mas é um momento de ouro.
Longa vida a "Nostra Cucina"!!
Não dá, é preciso dizer: meu pensamento parece se desencontrar com o de outros. E isso me dá uma grande solidão.

É o tipo da coisa que me dá há muito tempo, mas eu sempre fico colocando com outras palavras. Dessa vez escrevi em "plain text".

PS: A propósito, as séries americanas não têm nada, absolutamente NADA, a me dizer.

domingo, julho 27, 2008

E o Bernardinho perdeu mais uma em casa.

Segundo uns cálculos que fiz, o cara disputou 26 títulos como técnico da seleção masculina, sendo 19 fora de casa e 7 no Brasil.

Dos 19 fora, ganhou 18 e perdeu 1.

Dos 7 aqui, ganhou 3 e perdeu 4.

Claramente, ele precisa trabalhar a cabeça desses caras para conseguirem jogar em meio aos gritos histéricos das torcedoras brasileiras...
Ainda sobre esse livro, é engraçado notar como os cientistas que lidam com os mistérios da vida, quanto mais influentes e questionadores eles são, mais eles respeitam o ponto de vista religioso. E ainda tem gente que acha que a ciência é capaz de provar a inexistência de Deus...

sábado, julho 26, 2008

Caramba, que livro sensacional é "The Natural Step", do Karl-Henrik Robèrt!

A "história da vida" que ele conta no capítulo 4 é simplesmente fantástica, totalmente inspiradora.

É o tipo do livro que todos deviam ler e ter como tema na escola, desde muito cedo...

Leiam!!

terça-feira, julho 22, 2008

Que legal... Eu vou fazer uma prova sobre um negócio que tem mais de 13 mil itens (as classes do .NET Framework), com mais de 128 mil subitens (os membros das classes). E os caras perguntam até dos itens mais obscuros!

Ou seja, isso não vai dar certo...

segunda-feira, julho 21, 2008

Se eu não tiver uma crise de stress essa semana, eu acho que não vou ter nunca mais. Seja o que Deus quiser!!

sexta-feira, julho 18, 2008

Uma apresentação muito legal, com várias dicas para economizar água (e, importante, explicando também por que deve-se economizar água!).

terça-feira, julho 15, 2008

Começou a ladainha... Comparações idiotas com Cuba, críticas a quem vai para as Olimpíadas e não ganha medalha. Ai, meu Deus, será que sempre, a cada 4 anos, eu vou ter que ouvir isso???

sexta-feira, julho 11, 2008

Muito bem observado pela minha mãe.

Em um dia, um menino de 3 anos é executado pela polícia carioca.

No outro, Daniel Dantas, um dos maiores salafrários do País, é preso.

Imediatamente, o ministro Gilmar Mendes do STF, o nosso "Supremo Tribunal de Justiça", vem a público, indignado, protestar contra a truculência de nossa polícia. No caso do menino? Não, no caso do "coitado" do Dantas. Usaram algemas, pode?

Esse é o Brasil, e essa é a "Justiça" brasileira...
Artigo bastante interessante no Planeta Sustentável, da Abril, falando sobre alguns cálculos estranhos realizados a respeito de pecuária e desmatamento.

Nessa época de Aquecimento Global, o que não faltam são cálculos de padaria rolando pra cá e pra lá. Precisam de explicações mais claras de como foram realizados...

Aliás, se é pra falar sobre mitos ecológicos, tem esse outro ótimo aqui, da Wired

terça-feira, julho 08, 2008

Opa, finalmente! Olhem só trecho do comunicado do G8: "Reconhecemos que as economias mais desenvolvidas diferem das economias em desenvolvimento", por isso as nações mais industrializadas "iniciarão objetivos ambiciosos a médio prazo para conseguir reduções absolutas de emissões, e, quando for possível, paralisar o aumento das emissões".

Decidiram cortar 50% das emissões até 2050.

Tomara que role mesmo, e que seja suficiente...

sábado, julho 05, 2008

Saiu na Folha: "Lei Seca reduz número de acidentados, diz Governo". Será que foi mesmo a Lei Seca, ou o aumento da fiscalização, que temos visto nas últimas semanas? Porque a lei antiga já era suficientemente severa contra a combinação álcool + direção (2 latas, e o cara já estava pego), porém não era aplicada pela falta de fiscalização.

Tudo bem, comemoramos agora os resultados. Mas será que, se daqui a pouco pararem as blitzes policiais, não volta tudo à estaca zero? O que eu acho é que, para resolver um problema, precisamos focar em suas causas. E para mim, claramente, o problema não vinha sendo o teor alcóolico considerado como limite, e sim a falta de preparo e determinação para aplicar a lei, incluindo a tal "não obrigação de se submeter ao teste do bafômetro". E esses pontos, cruciais ao meu ver, a lei não resolveu.

PS: saiu ainda no JT que mais de 70% dos paulistanos são a favor da Lei Seca. OK. Agora perguntem aos mesmos quem obedece fielmente à Lei Seca. Veremos que há uma certa hipocrisia no ar...
Uma torcida que grita no jogo "Eu nunca vou te abandonar", e depois no treino chama um jogador de pipoqueiro e marqueteiro, outro de cachaceiro e baladeiro, mais um de traidor, o seguinte de mentiroso... Uma lista sem fim de adjetivos, com o time em primeiro lugar na competição.

Uma torcida assim pode ser chamada de Fiel? Eu decididamente acho que não.

sexta-feira, junho 27, 2008

Olhem só, que legal: a "Justiça" disse que é "razoável" a reforma feita no apartamento do Thimothy Mulholland. Afinal, é importante um reitor ter uma casa funcional impecável para receber cientistas e pesquisadores, disse o juiz.

Legal, é importante também que ele tenha 3 lixeiras impecáveis, custando R$ 1.000 cada uma, entre outros itens indispensáveis à casa de um digníssimo reitor...

Essa é a "Justiça" brasileira...
Isso é muito legal: uma camiseta que mostra o nível de sinal wi-fi no local. Os geeks realmente são criativos...

domingo, junho 22, 2008

Essa notícia mostra o que a gente sente pelo cheiro, ao trafegar nas marginais: que o projeto de despoluição do Tietê não vai muito bem das pernas...
Meu Deus, um vídeo da Leila Lopes, acho que um dos mais engraçados que eu já vi:
http://www.youtube.com/watch?v=U7-duHIiRoo

Os comentários são ainda mais engraçados que o vídeo!

Não deixem de reparar o "Esses Jesus Criso, merrmão!", o "Sol belo, azul", as "macas da Varig", ela errando o próprio nome ("uma outra Lilian") e muitas outras pérolas!

quarta-feira, junho 18, 2008

Acabo de instalar o Firefox 3. E é impressionante como eles andam na frente do Internet Explorer. Quando o IE pensa que incorporou tudo o que o Firefox fazia, este último chega com mais novidades incríveis.

Entre as várias coisas legais da nova versão:

- Muito mais velocidade e performance
- Possibilidade de marcar uma página como favorita com um único clique
- Possibilidade de marcar tags para as páginas
- Digitamos qualquer coisa na barra de endereço e ele procura pelo meio do nome no histórico, tags, bookmarks, enfim, não tem como não achar o que se procura
- Podemos criar uma palavra-chave para buscas. Por exemplo, configurei para, se eu digitar "w nba" ele ir na Wikipedia em inglês e procurar pela NBA. Se eu digitar "cine the mission", ele vai no IMDB e procura o filme "The Mission", e assim por diante.

Enfim, tem muito mais coisa. Isso é só o que eu vi até o momento. É sem dúvida o meu browser preferido.
Não acompanho NBA, mas claro que o meu time preferido de lá é o Boston Celtics. Primeiro, porque é verde, segundo, porque é de longe o que mais venceu em todos os tempos. E acaba de ser campeão de novo, depois de 22 anos.

Fiquei feliz, mas nada que me faça querer acompanhar o campeonato do ano que vem. Prefiro continuar com o meu polêmico futebolzinho...

terça-feira, junho 17, 2008

Mais uma notícia sobre decadência.

Estão competindo pra ver quem cai primeiro, seleção brasileira, Rede Globo e o império americano.

É o caso de apostar o que vai acontecer antes: seleção não vai disputar uma Copa do Mundo, novelas das 8 da Globo fica em segundo no Ibope ou EUA passa a ter PIB abaixo do chinês.

Hoje eu tô apostando na segunda opção...

segunda-feira, junho 16, 2008

E não é que a seleção brasileira (reservas) perdeu para o time sub-20 do Atlético-MG??
Meu Deus, essa seleção tá muito ruim.

O time está sofrendo porque uma estrela está se aposentando (Ronaldo), duas têm problemas com a fama (Ronaldinho Gaúcho e Adriano) e outra está machucada (Kaká).

Ou eu muito me engano ou vamos ter uma classificação sofrida pra Copa do Mundo...
Esse tipo de pesquisa começa a deixar claro o que muitos já suspeitavam: homossexualidade não é escolha, é uma questão biológica. Mais uma toco contra o preconceito.

quinta-feira, junho 12, 2008

Vendo na hora, pareceu que foi pênalti o lance do Acosta. Mas depois, com mais calma, tem um ângulo que mostra que o goleiro chuta a bola. Ou seja, realmente dessa vez foi limpo, o Sport venceu a Copa do Brasil, e com uma campanha invejável: desclassificando Palmeiras, Inter, Vasco e Corinthians.

domingo, junho 08, 2008

Acabei de ler na Wikipedia: "FUNAI anuncia a descoberta de uma tribo indígena no Acre, até agora desconhecida". Em pleno século XXI. E o ser humano se acha tão sabido...
Dia 07 de junho de 2008. Há um ano eu começava mais uma etapa na minha vida. Como todas as outras, não iniciei sem um tanto de indecisão e insegurança, coisas que são marcas registradas da minha personalidade, nestas situações. Mas o legal é que eu, no fim das contas, me atirei, fiz o que achei certo, e não me arrependo nem um pouco.

Posso dizer que me sinto muito feliz após este ano, e com uma perspectiva de tempos ainda melhores pela frente. É muito bom quando você vive com uma pessoa de quem você gosta, e que é capaz de te dar todo o apoio de que você precisa. É isso o que eu tenho hoje. E o que eu também procuro retribuir todo dia (não sei se com sucesso ou não).

Relacionamentos, hoje, são coisas complicadas demais. Aprendi a duras penas a não falar demais, não me expor demais. Por isso, nesse blog, falo muito mais de outras coisas, que muitas vezes têm muitíssimo menos importância na minha vida. Mas hoje, abri uma exceção. Afinal, essa menina, que me agüenta todo santo dia, com todas as minhas manias e bobeiras, merece isso.

Obrigado, senhorita, por este primeiro ano de um companheirismo e harmonia que eu jamais pensava existir!!

quinta-feira, junho 05, 2008

Pois é, não tem nada melhor no futebol do que assistir a partidas da Champions League e da Libertadores da América. É só batalha campal!

E o Flu tá com uma sorte que, pelo amor de deus... Vencer o Boca foi um feito histórico que nenhum time brasileiro tinha conseguido desde o Santos de Pelé!

Agora sou Nense desde criancinha! :-)

sexta-feira, maio 30, 2008

É, minha gente, tentei, mas acho que não dá! Durou só 3 dias minha tentativa de ver quanto tempo conseguia ficar sem comer carne!! Hahahaha... Que fraco...

Já achava isso, e hoje tenho mais certeza: esse negócio de ser vegetariano ou carnívoro é meio que uma tendência natural de cada um. Fica complicado mudar. Na verdade, acho que eu conseguiria se tivesse alguém que cozinhasse pra mim todo dia um prato diferente, cheio de molhos e temperos gostosos. Como não tenho tempo pra cozinhar, e vivo comendo comida repetida em casa, acaba ficando inviável.

A experiência, mesmo assim, foi bem válida, porque me mostrou que o certo é procurar saber mais sobre o assunto. Afinal, até agora, estou fazendo tudo muito de orelhada, por emoção, e não como um bom jornalista deveria fazer. No fundo, não sei (e não sei quem sabe) até que ponto os animais são mesmo mal-tratados por esse país afora, e se a porcentagem dos locais em que isso ocorre é grande mesmo. Até porque, há muitas leis no Brasil que proíbem crueldade contra animais (mas aí temos o fato de que leis, no Brasil, às vezes não costumam "pegar" muito...).

Enfim, ainda tenho minhas dúvidas. Ir atrás de informação é o único caminho. Qualquer novidade, volto a postar sobre isso.

quarta-feira, maio 28, 2008

Finalmente, lançamos o Cidadão Sustentável.

Trata-se de um site simples, de uma idéia igualmente simples, mas que pode ter um impacto muito grande, especialmente na consciência e educação ambiental das pessoas.

O objetivo inicial é modesto: cadastrar mil pessoas. Cada uma delas escolhe no mínimo uma Ação Sustentável, representando um pequeno impacto na emissão de CO2 dessa pessoa. O mais importante é fazê-la pensar sobre o impacto que causam suas pequenas ações cotidianas.

Além disso, ela convida 2 amigos, no mínimo, fazendo a corrente seguir em frente. Aí sim, o impacto começa a crescer. Atualmente, com poucas semanas de vida, o movimento já calcula uma redução de 2 toneladas de CO2/mês na atmosfera. Tudo com pequenas ações de um punhado de pessoas.

Agora, é trabalhar para que ele continue crescendo e melhorando. Nunca saberemos o tamanho do resultado obtido. Afinal, depois de conscientizar uma única pessoa, já não temos controle sobre as ações futuras que ela poderá realizar. E é nisso que apostamos, nessa corrente de conscientização, que já vem mudando muita coisa no mundo, nos últimos tempos.

PS: já sou bisavô no site!! As pessoas que entram vão se agrupando em famílias. Portanto, se você entrou convidado por mim, não deixe de convidar pessoas para fazer nossa família crescer. Quero mais netinhos!!!

sábado, maio 24, 2008

Já faz tempo que eu estou querendo fazer isso, mas agora vou tentar pra valer: parar de comer carne vermelha e de frango.

Vai ser muito difícil, então vou usar os seguintes passos, pra fazer a coisa aos poucos.

Passo 1 - Passar a comprar ovos apenas na Korin (indicação da Kika). Lá parece que tem também laticínios de pecuária orgânica da Nata da Serra, que eu pretendo também comprar.

Passo 2 - Comprar carne de soja e tentar aprender algumas receitas

Passo 3 - Fazer uma consulta no nutricionista, pra ver como ficaria a dieta

Passo 4 - Ensinar as receitas que eu aprender pra Mari

Passo 5 - Parar definitivamente de comer carne vermelha e de frango

Como eu disse, vai ser complicado, porque é algo de que eu gosto muito. Mas, se der certo, vai valer muito a pena...

sexta-feira, maio 23, 2008

“We need another and a wiser and perhaps a more mystical concept of animals. Remote from universal nature, and living by complicated artifice, man in civilization surveys the creature through the glass of his knowledge and sees thereby a feather magnified and the whole image in distortion. We patronize them for their incompleteness, for their tragic fate of having taken form so far below ourselves. And therein we err, and greatly err. For the animal shall not be measured by man. In a world older and more complete than ours they move finished and complete, gifted with extensions of the senses we have lost or never attained, living by voices we shall never hear. They are not brethren, they are not underlings; they are other nations caught with ourselves in the net of life and time, fellow prisoners of the splendour and travail of the earth.”

Henry Beston, "The Outermost House".
Realmente incrível este documentário sobre o consumo de carne.

Não sou vegetariano, mas acho que vale mesmo a pena o investimento de 50 minutos (duração dos vídeos), para começarmos a pensar em alternativas e possíveis soluções.

Não é possível dizer-se "humano" e não parar pra pensar à respeito.

Parte 01 – 30 minutos
http://www.youtube.com/watch?v=EghRqeZA-TU

Parte 02 – 20 minutos
http://www.youtube.com/watch?v=SKz6sgnUgdg&NR=1

quinta-feira, maio 22, 2008

Uma dica de site incrível, sobre o assunto Sustentabilidade: calcula o seu footprint, comparando com a média do seu país, e informando quantas Terras seriam necessárias se todos vivessem com seu padrão de vida.

www.myfootprint.org

Dados interessante que notei:

- Países como o Brasil, em média, têm resultado de 0,82 planeta (ou seja, se todos vivessem como a média brasileira, não precisaríamos de mais do que um planeta)

- Já se todos vivessem como os americanos, precisaríamos de 6,35 planetas!

- O meu resultado: 1,11 planetas. O que mostra que o problema não é tanto o “footprint de ricos VS. footprint de pobres”. Se eu estou na classe média, e tenho este resultado, seria possível também os americanos o alcançarem. Também mostra que eu ainda tenho lição de casa para fazer... (e o site, no final da avaliação, dá dicas para alcançar um melhor resultado)

O site tem ainda muitos gráficos, tabelas e informações.

Divirtam-se!
Fluminense x São Paulo, Manchester x Chelsea

Tá explicado porque o futebol, mesmo com tantas falcatruas, é o esporte mais apaixonante do mundo.

E o quarteto Londres/Paris/Roma/Berlim continua sem o título europeu...

quarta-feira, maio 21, 2008

Não sei até que ponto dá pra confiar nesses números, mas dizem que a final européia de clubes, hoje, entre Manchester e Chelsea, movimentará 260 milhões de euros, mais grana que o Superbowl. Se tornará, assim, a partida mais lucrativa da história do futebol. Desse jeito, quem vai parar os clubes ingleses??
Sexta-feira passada, depois de longos anos, assisti a um show de chorinho e samba de raiz com uma banda muito legal (um dos músicos é primo da Kika). Chama-se "Trio Gato com Fome". Me lembrei de quanto eu gosto da música brasileira, o quanto ela é rica, criativa e divertida. Ou o quanto foi... Porque hoje em dia parece que tudo isso está se perdendo, com a aceitação em massa da música mais banal produzida no país e fora dele.

Não importa. Se hoje a música brasileira está ficando tão ruim, sempre poderemos, mesmo que de tempos em tempos, ouvir as coisas maravilhosas que ela produziu no passado, graças a grupos como esse. Ouvir Pixinguinha, Cartola, Noel e tantos outros é revigorante. Como é boa a Música Popular Brasileira!

sexta-feira, maio 16, 2008

Preciso urgentemente rever o meu elevator speech...
Poderia haver um curso "Como ser um generalista em um mundo cada vez mais segmentado". Eu seria o primeiro a me inscrever...

quinta-feira, maio 15, 2008

A Inglaterra volta a sofrer com os hooligans. Sinal de que não podem se acomodar com o bom sistema que montaram. Esse pessoal está sempre à espreita da primeira oportunidade pra voltar a agir.

quarta-feira, maio 14, 2008

A saída a Marina Silva do Ministério do Meio-Ambiente era só uma questão de tempo, disso todo mundo sabia. E o porquê também é simples: o Brasil de hoje vive um anseio por crescimento, uma busca por aproveitar as novas oportunidades, chegar enfim a ser o tal "País do Futuro". Se formos perguntar, este é o desejo da maior parte da população: empresários, trabalhadores, governantes. Marina não aguentou, e nem tinha como aguentar mais tempo tanta pressão.

Todos estes anseios que eu citei acima são, hoje, antagônicos à idéia de sustentabilidade. Pelo menos por enquanto, um país não cresce a altas taxas sem poluir absurdamente, destruir suas matas, ameçar o equilíbrio de ecossistemas. Assim, o Brasil, nas declarações que ouço de todas as partes, está fazendo uma escolha: mais crescimento, menos proteção ao meio-ambiente.

É pena que seja assim. Só me resta esperar que o novo Ministro continue, tanto quanto possível, cuidando para que o nosso crescimento não seja tão sujo quanto o dos chineses. E que Deus ajude a Amazônia (porque esperar isso dos humanos é pedir demais à capacidade da nossa espécie).

terça-feira, maio 13, 2008

Carro cai em escadaria na Av. Paulista

Hahahahaha... Burrro!! Também, fica falando no celular e dirigindo, dá nisso...

segunda-feira, maio 12, 2008

Eu acho que a questão energética é a mais importante do mundo hoje. E, como já disse aqui, dá um certo medo ver que a humanidade está mais do que perdida com relação a esse assunto.

Minha opinião, baseada no que ouço dos especialistas, é de que não existe uma única solução ideal. Todas elas têm seus prós e contras, e sua aplicação depende muito do ambiente em questão. Cada país terá que escolher sua matriz ideal, e, claro, usar o menos possível energias ultra poluidoras, como a baseada na queima de carvão.

Estava lendo na semana passada um livro de outro desses especialistas, Lineu Belico Reis. O livro, "Energia Elétrica para o Desenvolvimento Sustentável", aponta para essa mesma direção. Sobre energia hidrelétrica, é categórico: as grandes usinas, sabe-se hoje, são tremendamente prejudiciais ao meio-ambiente. As pequenas são viáveis, mas têm pouco impacto na geração de energia.

Já a energia atômica, para ele, precisa de desenvolvimento tecnológico para tratar a questão dos resíduos.

Ele vê como boas alternativas para o Brasil o uso de energia solar e eólica, destacando diversas regiões em que elas são viáveis economicamente. Estas fontes, somadas ao nosso bom biocombustível, seriam talvez as soluções ideais para o Brasil. Mas não vemos o governo tratando disso adequadamente. Seria necessário grande investimento (como o que fizemos com o álcool) para fazer o Brasil dominar esta tecnologia para uso comercial, como já fazem vários países da Europa. Sabemos que é um investimento que vale a pena. O difícil é convencer disso governos que só se preocupam com o que dá votos na próxima eleição.

Já nos outros países, é preciso também fazerem a lição de casa. Seria muito importante se cada um deles investisse pesado nas suas soluções, e se houvesse um órgão central forte que cobrasse resultados. Aliás, esse é o principal problema: enquanto não houver este órgão central forte, que cuide do planeta como um todo, continuaremos cada um com seu galinheiro, lutando por "crescimento", e ao mesmo tempo terminando de destruir os recursos naturais do planeta.

sábado, maio 10, 2008

Uma ótima idéia vinda do futebol da Inglaterra: um clube cujos donos são internautas, que compram ações pela Web, decidem investimentos, jogadores, etc. Seria o fim dos cartolas!

O clube se chama Ebbsfleet United, é da década de 40, e acaba de vencer um campeonato em Wembley, em frente a 40 mil pessoas! É a Trophy Cup, uma espécie de 2ª divisão da FA Cup, para clubes da 5ª e 6ª divisão inglesa.

Eu sei, ele tá lá embaixo, mas só pela idéia, já dá vontade de torcer para que ele alcance a 1ª divisão. E que essa idéia se espalhe!

Site do Ebbsfleet United

Página do clube na Wikipedia

segunda-feira, maio 05, 2008

Andei vendo o esquema de aplicações do Orkut, e fiquei decepcionado. Em fase piloto, podendo ser usado apenas para usuários da Estônia, ele se mostra muito, mas muito atrás dos seus similares.

É um sistema que depende grandemente dos usuários, pois são eles que desenvolvem as aplicações. Como contam quase que apenas com usuários no Brasil, o Orkut já tem aí uma bela desvantagem em relação a MySpace, Facebook, etc., que têm escala global.

O que vi são programinhas mal feitos cheios de bugs, e a previsão de que o Orkut vai continuar comendo poeira, no aspecto tecnológico, em relação a seus concorrentes. Mas até aí, acho que os brasileiros não se importam com isso. Querem mais é distribuir coraçõezinhos e scraps bobos para todos os seus amiguinhos...
Não é mole não... Eu tenho esse blog desde janeiro de 2002, e desde então só pude comemorar aqui um título do Palmeiras, e da segunda divisão ainda por cima!!

Agora, finalmente, ganhamos um decente, o campeonato paulista. Tomara que seja o primeiro de muitos, e que a gente retome a tradição do século XX, de ser o time brasileiro com o maior número de troféus importantes. Que a italianada tome jeito e passe a investir de forma correta no futebol do clube.

sexta-feira, maio 02, 2008

Imaginem estar nesse show e ver o porco sair voando! Deve ter sido incrível!!
Chelsea e Manchester, essa é a final inglesa da Champions League. Eu queria mesmo que fosse Liverpool e Manchester, essa sim uma grande rivalidade, dos dois maiores times da Inglaterra.

Porém, deu Chelsea, um time pequeno, que teve a sorte de ser escolhido por um mafioso russo como lavanderia de dinheiro, assim como fizeram com o Corinthians, por aqui. Não é um time que mereça ser o primeiro campeão europeu vindo de uma grande capital do continente (como já disse aqui, Londres, Berlim, Paris e Roma nunca fizeram um campeão).

Mas futebol hoje é isso mesmo: quem tem mais dinheiro, leva. Se esse dinheiro vem de origens ilegais ou não, ninguém se importa...

sábado, abril 26, 2008

Taí um trabalho que eu acho legal pra caramba, o do Urbenauta. Teria muita vontade de fazer esse tipo de pesquisa.

Ele é jornalista e diz o seguinte sobre como teve a idéia do projeto: "Conversava com um senhor que afirmava conhecer o mundo inteiro. Aí perguntei o nome da rua que passava atrás da sua casa. Ele não sabia. Dessa situação resolvi viajar dentro da própria cidade em que morava. Foi meu primeiro desafio".

E ele usa um jogo de palavras que o Grandjean conhece muito bem :-) (ele usa em uma de suas músicas):
"Quero revelar um Brasil que pouca gente conhece, levantar questões ambientais, como a da qualidade das águas nas grandes cidades, quero mostrar que o ser humano precisa confiar no ser humano e, acima de tudo, que antes de habitar a lua, temos que entender a rua, o espaço em que vivemos. É a partir dele que decidiremos o futuro do planeta."

Gostei...

Matéria sobre ele no UOL.
Bate-papo com o figura (ótimo para conhecer os objetivos do trabalho dele).
Site do Urbenauta.
Blog, que começará a funcionar no começo da expedição deste ano.

PS: meu trabalho está tendo um pouco disso também. Ontem estive em Itaquera e São Miguel Paulista, lugares a que eu nunca tinha ido. Muito interessante, especialmente por ver que, a 50 km da minha casa, ainda tem São Paulo, com uma vida em grande parte independente do centro da cidade. Um dia, queria fazer como o Urbenauta e ir até os limites da av. Sapobemba, de Parelheiros, etc. Tenho muita vontade de conhecer pra valer os limites dessa cidade, em que eu vivo desde que nasci, mas que, no fundo, eu não conheço.

sexta-feira, abril 25, 2008

Excelente artigo do Alberto Dines sobre a crise dos alimentos. Não dá pra achar mesmo que o biocombustível, do jeito que é hoje, pode ser "A" solução energética pro mundo todo...

quinta-feira, abril 24, 2008

Trecho do livro "Os Franceses", enviado pela Lili:

"No entanto, como a vida resiste a revelar todos os seus mistérios por meio da razâo, não sobra aos franceses outro recurso senão o silêncio quando o pensamento começa adentrar naqueles terrenos pantanosos onde as palavras podem exprimir sentimentos, mas não são capazes de os justificar e sustentar racionalmente."

Parece uma descrição perfeita...

segunda-feira, abril 21, 2008

Só um adendo ao post anterior. Uma capa como essa ainda ajuda a reforçar o comportamento irracional das pessoas contra a família. Sim, porque não apenas o casal, mas inocentes, como seus filhos pequenos, pais, avós, etc., têm sofrido o cão com a reação das pessoas, que ficam o dia inteiro gritando e atirando coisas na porta da sua casa.

Tudo culpa dessa mídia sensacionalista e do nosso povo medieval... Além, é claro, da nossa Justiça, que sempre se mostra incapaz de responder prontamente à demanda da sociedade em casos como esse, fomentando a idéia da "justiça pelas próprias mãos".

domingo, abril 20, 2008

A Veja não se cansa de praticar o mau jornalismo.

Num momento em que todos os órgãos de imprensa estão tentando fazer uma cobertura que, ao mesmo tempo, mostre as provas, mas não pré-julgue categoricamente o casal acusado de matar Isabella, eles mandam a seguinte capa:



Tudo está caminhando para provar que sim, foram eles, mas esta capa, desta forma, é totalmente ilegal, segundo a lei de imprensa. E trata-se da maior revista do Brasil!

Essa é mesmo uma publicação extremamente egocêntrica em suas posições, que se acha acima do bem e do mal.

quarta-feira, abril 16, 2008

Para quem gosta de bom futebol, não essas coisas que a gente vê no Brasil nos finais de semana, seguem alguns vídeos:

Ronaldinho Gaúcho - vejam no final em câmera lenta o que ele fez
http://www.youtube.com/watch?v=yvf2jU-4mkA&feature=related

Riquelme, do Boca Juniors. O legal é o primeiro lance, repetido depois em câmera lenta.
http://www.youtube.com/watch?v=1_BbpRiZ6rc&feature=related

Romário - Os espanhóis chamam esse lance de cola de vaca. Foi eleito o gol mais bonito da história do Barça, porque foi num 5 a 0 em cima do Real Madrid, com show do Romário.
http://www.youtube.com/watch?v=UnxjJhsUbT4&feature=related

sexta-feira, abril 11, 2008

Oba!!!
No Fórum do Milton mataram a charada: Teia de Renda!! Como eu pude esquecer do nome??

E já baixei uma versão linda no violão.

Viva o Orkut!!!

quarta-feira, abril 09, 2008

Há tempos preciso saber o nome dessa música. Só sei que é do Milton Nascimento.

Aprendi a tocar na flauta na escola, quando devia ter uns 12 anos, mas nunca mais me lembrei do nome dela. Pior que vivo cantarolando, e fica na minha cabeça. E não sei nada da letra! Então resolvi que vou postar aqui e em vários fóruns do Milton pra ver se alguém me responde.

Lembro que, lá por 2001, estavam tentando inventar um software que dizia o nome da música se você cantarolasse. Infelizmente isso ainda não existe. Então, fiz uma gravação simples no violão e uma partitura pra me ajudar nesta empreitada.

Gravação:

 Milton - Desconhecido



Partitura (clicar em cima pra ver maior):



Se alguém souber, please, me responda!
Vai a Marta e pinta todos os pontos de ônibus de vermelho (cor do PT, mas também uma das cores do Estado de São Paulo). Daí vem o Kassab e pinta todos os pontos de ônibus de azul (cor do DEM, mas também uma das cores do Brasil). Importantes e prioritárias ações, realizadas com o nosso dinheiro...

Não tem jeito. O Brasil não tem política. Tem só politicagem.

terça-feira, abril 08, 2008

Esta semana, no maior campeonato de clubes do mundo, podem cair dois times de Londres e um de Roma. Mais uma vez.

Reparei ontem: nunca nenhum time de Londres, Paris, Roma ou Berlim jamais ganhou a Champions League. É incrível, as maiores capitais da Europa, o berço do futebol, não conseguem fazer um campeão continental. Ganham diversos campeonatos o pessoal de Milão, de Turim, de Liverpool, de Manchester, de Munique. Mas nada das capitais. O máximo que conseguiram foram 2 vices, em 52 competições, com Arsenal (Londres) e Roma.

No caso da Inglaterra, eu até sei explicar. É que o futebol nasceu no interior deste país, onde logo fundaram inúmeras ligas, especialmente no norte (onde surgiram os hoje grandes Liverpool e Manchester, entre outros). A cultura futebolística nesta região era muito forte. No Sul, e em Londres especialmente, o futebol foi sempre tido como mais fraco, e inclusive alijado por muito tempo das principais ligas. Isso se reflete até hoje.

Agora, o que acontece com as outras grandes capitais, aí eu teria que estudar a história do futebol em cada um destes países. Um dia, quando eu tiver bastante tempo livre, eu faço isso :-).

sábado, abril 05, 2008

3º Mandato de Lula agora é plano A. Assim não dá, já passei do meu limite com essa turma do PT.

Mais um tema em que eles se mostram iguaizinhos aos tucanos (que criaram a reeleição, podendo ser disputada pelo próprio presidente no cargo).

Se a cada presidente que tivermos aumentarmos um termo para ele no poder, daqui a pouquíssimas eleições voltaremos ao tempo da monarquia absolutista...

sexta-feira, março 28, 2008

E na quarta resolvi ir mesmo no jogo do Palmeiras, depois de anos sem comparecer. Fui com um colega da pós, e fiquei um pouco decepcionado.

Principalmente porque, tirando um setor, o resto continua tudo na mesma: só arquibancada de cimento mesmo, uma confusão enorme pra comprar ingresso, pra entrar, etc. Resultado: perdemos os 20 primeiros minutos de jogo.

Da próxima vez, já sei que o esquema agora é realmente comprar pela Internet.
Agora entendi porque os grandes cariocas estão indo tão bem no estadual deles. Eles simplesmente não precisam jogar fora de casa! Cariocas são tão criativos...

quinta-feira, março 27, 2008

Putz, como os americanos são idiotas...
Mais uma jogada maluca pra coleção desse blog.
Aqui tem a jogada, e aqui sugestões de nome muito engraçadas pra ela (coisa de carioca).

terça-feira, março 25, 2008

Que bela surpresa!

Hoje, depois de muitos anos, fui ver a quantas anda o site do Palmeiras, pra procurar informações sobre ingressos para o jogo de amanhã. Nos meus velhos tempos, isso costumava ser uma tortura: não se achava telefone de contato, só tinha ingresso no estádio, nada de meia-entrada, uma droga.

Pois agora temos uma página com todas as informações, site para compra com cartão de crédito na Internet, escolha de lugar marcado... Estou orgulhoso :-). Estamos mesmo muito à frente daquele time que nem estádio tem...

Quem quiser conferir, pode ver a nova home do Palmeiras, a página com todas as informações de ingressos e o HotSite falando sobre a nova arena, que deve ficar pronta até o final de 2009, bem a tempo de sediar os jogos da Itália em 2014.

Quem sabe até lá o Curintia já tenha anunciado um novo projeto de estádio, às margens de alguma rodovia por aí... :-).

Update: dá até pra comprar o pacote com todos os jogos no Palestra Itália em 2008, por R$ 1.100! Tô me sentindo na Inglaterra :-).

sábado, março 22, 2008

Hoje é o dia internacional da água!! Esse sim, um dia muito especial, pois pra mim, a água é uma das coisas mais lindas que há neste planeta.

Vamos então ver alguns dados interessantes:

- A ONU sugere usarmos 110 litros de água por dia (seria o suficiente para todas as nossas necessidades).

- No Brasil, usamos em média 200 litros por dia (segundo a Agência Nacional da Água).

- Um banho de 15 minutos consome 242 litros de água. Ou seja, 15 minutos já é muito.

- Desse dado tiramos que 1 minuto no banho = 16 litros de água.

- Se desigarmos o chuveiro para ensaboar, no que pode durar até uns 5 minutos, economizaremos 80 litros de água todo dia. Ao final do ano, serão 29 mil litros de água, só com essa simples ação.

Que tal aproveitarmos esse dia e começarmos hoje a tomar banho de 5 minutos, desligando para ensaboar (só consumindo 64 litros)??? Eu pretendo. Depois digo se consegui ou não :-).
Muito interessante a entrevista com um dinamarquês doido, feita pela Exame desta semana. Bom para ver como "pensam" os céticos sobre o Aquecimento Global.

Entre os "pensamentos" engraçados estão:
- "Em vez de combater o Aquecimento, gastando muito dinheiro e tendo pouco impacto, temos que resolver o problema da fome. Podemos resolver o problema com a mesma quantidade de dinheiro".
Ok. Mas do que adianta salvar todos da fome para sofrerem depois com catástrofes climáticas? Será que o ilustre cientista já ouviu falar em ciclo de reforço? Se todo o mundo hoje estivesse salvo da fome, o problema do clima se tornaria muito, mas muito pior.

- "Em vez de salvar os ursos polares dos problemas climáticos, a taxas pequenas de 1 ao ano, podemos usar este dinheiro para acabar com a caça, salvando 300 ao ano".
Ok, mas me diga: do que adianta salvá-los da caça, se depois perecerão afogados, sem gelo sobre o qual nadar?

- "Prefiro ajudar a Cruz Vermelha, impactando muito mais gente, do que gastar meu dinheiro reduzindo emissões de CO2".
Legal, mas quem aqui está falando de "gente"? Estamos falando do planeta todo! E mesmo assim, de que adianta salvar pessoas ajudando a Cruz Vermelha, se depois estas pessoas morrerão em catástrofes climáticas?

Não entendo qual o ponto deste cara! Se ele acha o impacto das ações muito pequeno, que tente achar o ponto de alavancagem maior, e não fique dizendo que um bom substituto pra elas é ajudar a Cruz Vermelha! Pelo menos estas ações já são um começo, e, com certeza, há muito desenvolvimento a fazer, especialmente tecnológico, pra que elas passem a ter maior impacto.

Agora, quanto a este Lomborg, só há três opções: ou ele ganha de empresas de petróleo pra falar essas coisas, ou tem prazer em gerar polêmica, ou é burro mesmo. E ainda diz ao final: "Esquecemos de ser inteligentes". Esquecemos quem, cara pálida???
A gente pensa que é só aqui que a educação é uma porcaria e a ignorância reina. Mas até mesmo na Inglaterra há pesquisas interessantíssimas, mostrando, entre outras coisas:
- Que muitas crianças acham que Winston Churchill foi o primeiro homem na Lua
- Que Sherlock Holmes, Robin Hood e Rei Arthur existiram
- Que Churchill e Gandhi são personagens de ficção.

Surpreendente...
Para ver, clique aqui e aqui.

domingo, março 16, 2008

Como se vê no dia-a-dia, essa pesquisa constata que as pessoas mais jovens estão cada vez lendo menos impressos e mais na tela. Não poderia ser diferente...
E chego ao final de mais um livro: 1808. Esse me surpreendeu, é mesmo muito bom. Confesso que tive medo de que ficasse mais na questão da viagem do D. João, as historinhas, coisas curiosas, etc., mas não é nada disso. Tem antes de tudo a grande virtude de ser um livro que conta as raízes do nosso Brasil de uma forma bem acessível a todos. E é algo que todos deveriam saber muito bem, porque é a partir dessa noção que pode-se pensar em algo diferente.

Agora é dar um tempo desse tipo de livro. Por um bom período, só lerei livros técnicos e relacionados a trabalho. Tem que ser assim...

sexta-feira, março 14, 2008

segunda-feira, março 10, 2008

Caramba, sempre me falavam do Google Earth, e eu nunca tinha instalado. Só agora. E tô de queixo caído. Pra mim, é o melhor software que eu já vi até hoje...

sábado, março 08, 2008

Quanto mais eu estudo História, mais eu percebo que a América Latina é, em sua essência, um grande fracasso europeu.
A noite de ontem foi muito especial. 2008 tem sido um ano de muitas mudanças. Ainda bem que nem todas pra pior...

segunda-feira, março 03, 2008

Tô desacostumado a trabalhar em casa. É muito solitário! Como eu lidava com isso antes???

O legal é que estou trabalhando com várias coisas de que eu gosto:
- Tecnologia
- Sustentabilidade
- Projetos
- Educação
- Produtividade

Mais do que isso, só se tivesse também futebol e música :-).
Muito legal e inesperado encontrar um torcedor do Tottenham fanático, ontem, no Skye. Ainda mais inesperado por ele ser americano da Califórnia (e, como todos sabem, americano não gosta de soccer...). O cara parecia bem legal, e contou que costuma viajar sempre pra assistir aos jogos com um grupo de 300 pessoas, que fica bebendo nos pubs antes de entrar no estádio. Sensacional!

É, minha vida futebolística anda legal. Não bastasse o curintia perder mais uma da gente, ontem :-).

sexta-feira, fevereiro 29, 2008

Que estranho, sinal dos tempos:
- uma apostila
- um saquinho de presentes vazio
- um broche
- um CD

Isso é todo o material físico que eu deixei como legado, aqui na empresa, depois de 4 anos. Todo o resto está dentro de computadores, espalhados pela empresa e clientes.

Tudo bem, estamos na era da informação digital, mas por aí dá pra ver que eu realmente odeio papel :-).
Daí, logo 1 dia depois desse momento nostalgia, tenho que lidar novamente com a saudade. Mais uma situação de ruptura, dessas com as quais eu tenho tanta dificuldade de lidar.

Vou voltar a trabalhar em casa. Tenho uma série de desafios e planos pela frente. Espero dar conta de tudo isso que me espera...

quarta-feira, fevereiro 27, 2008

Fazia 3 anos que eu não me apresentava em um show, 3 anos que eu não tocava bateria, uns 10 que eu não ia em uma festa da USP. As experiências de ontem foram como entrar em uma máquina do tempo.

De fato, foi exatamente assim que eu me senti ao entrar naquelas festas. Foi como se eu aparecesse de repente em 1998. As pessoas são as mesmas, fazem as mesmas coisas, falam as mesmas coisas... É um pouco assustador!

Pra completar, ainda encontrei um ex-colega de colégio e de PUC. E ele, de pacato estudante, agora é uma espécie de revolucionário petista. Me pareceu que ficou meio preso ali, naquele ambiente do qual deveria ter saído já há 10 anos.

Fora isso, o show em si foi bem interessante, divertido. Foi a primeira vez que fiz um show tocando um violão livre e improvisado, e gostei bastante. Depois, em uma jam na bateria, vi que não ficamos 3 anos sem tocar um instrumento impunemente. Estou mega enferrujado, com o pensamento atravessado, mas ainda assim deu pra inventar algumas coisas legais.

É pena que não tenha realmente tempo pra me dedicar mais à música. Mas é uma decisão consciente e muito amadurecida. Tocar de vez em quando em um ambiente desses é bastante divertido. Mas jogar meu foco nisso pode fazer eu ficar como esse meu colega, e, mesmo que ele esteja feliz com o rumo que tomou, isso é algo que definitivamente não está nos meus planos.

segunda-feira, fevereiro 25, 2008

Semana passada, pela primeira vez em sua história, o Brasil passou a ter reservas maiores que sua dívida externa (o que faz com que passe a ser chamado de "credor").

Isso é uma das coisas que mostram que, mesmo a passos de lesma, estamos melhorando, década após década.
Aliás, que louco. Fui ver no Orkut e descobri que tem uma comunidade de brasileiros que torcem pro Tottenham, com 1.700 membros.

E eu pensando que eu era o único sem ter o que fazer...
Tottenham campeão!!



Foi muito legal ver esse jogo. Esse time azarado já merecia ganhar alguma coisa há alguns anos... Foi bonito, a primeira Carling Cup no novo Wembley é dos Spurs :-).

sexta-feira, fevereiro 22, 2008

Minha irmã está de volta, e por 2 meses!! O coitado do Neguinho vai ter que se adaptar a mais essa, agora... :-)

segunda-feira, fevereiro 18, 2008

A discussão sobre o biocombustível também corre o risco de se tornar um mero bate-boca entre interesses de produtores de um lado e de outro, o que é péssimo.

Nós, leigos, ficamos perdidos no meio das informações desencontradas, mais ou menos como se estivéssemos ouvindo um "esclarecedor" debate entre um deputado do PT e outro do PSDB.

Neste artigo, por exemplo, os argumentos parecem convincentes. Mas também parece que o professor tem alguma ligação com a produção de cana, e não é considerado um argumento importante: o de que a pecuária tem avançado sobre a Amazônia porque perde espaço para os biocombustíveis no resto do País.

Seria interessante se essa discussão saísse do bate-boca e virasse análise técnica. Até hoje, todas as vezes em que vi algo neste sentido, como no caso do IPCC, o resultado foi pró-biocombustíveis. Vamos aguardar.

domingo, fevereiro 17, 2008

Ler dois livros ao mesmo tempo nunca foi meu forte, parece que não consigo curtir cada um na sua totalidade. Mas agora eu tô sentindo necessidade disso.

É que um deles é o "Agile Web Development With Rails", que estou lendo pra poder ajudar mais no meu trabalho voluntário sobre meio-ambiente. Está sendo excelente, mas tem 2 problemas:
1 - É em PDF
2 - É sobre programação

Ou seja, eu fico sentindo falta de ter aquele livro em papel, pra ler na cabeceira da cama antes de dormir, e também com um tema mais ameno e nada ligado ao trabalho. Por isso comecei o 1808, sobre a vinda de D. João VI ao Brasil.

Então, quem sabe isso não passa a ser uma constante pra mim: ler um livro de trabalho e outro de tema mais pessoal ao mesmo tempo? Seria ótimo para adquirir mais conhecimento. Mas haja tempo pra conseguir isso...

terça-feira, fevereiro 12, 2008

O biocombustível está em xeque. Isso mostra o quanto a humanidade está perdida quanto à questão do carbono. Simplesmente não sabe o que fazer...

Deixar um problema para ser resolvido alguns séculos depois pode ser muito perigoso. Que sirva de exemplo para outro problema, o da energia nuclear.

segunda-feira, fevereiro 11, 2008

Acho ques essa visão, de que Tropa de Elite é um filme fascista, vai prevalecer na Europa e EUA. Afinal, eles não sentem na pele o nosso problema com violência, e tendem a ver exagero em tudo isso.

De certa forma, foi o que aconteceu com o Cidade de Deus: ouvi da boca de gringos que o filme era bom, "mas muito exagerado". Quando não se conhece o nível de bestialidade de que é capaz o ser humano, tende-se a ver retratos desse tipo de realidade como exagero...

sexta-feira, fevereiro 08, 2008

Essa é pra ajudar a clarear a mente dos que acham que "uma erva natural não pode te prejudicar".

quarta-feira, fevereiro 06, 2008

Ainda bem que a Globo, depois de anos, resolveu parar com a fórmula besta de fazer minisséries "novelizando" ao extremo fatos e personagens históricos. Essa nova agora, "Queridos Amigos", eu vou querer ver, principalmente pela trilha sonora, cheia de Clube da Esquina!

terça-feira, fevereiro 05, 2008

Sábado foi dia de programas totalmente orientais: leitura da biografia do Ghandi, jantar em restaurante indiano, sessão de cinema para ver "O Caçador de Pipas". O resultado disso tudo:

- Livro: Essa biografia que eu estou lendo está sendo muito interessante, mesmo que impregnada por elementos de teologia. É impressionante como a vida do Gandhi tem muita coisa de parecida com a própria vida de Jesus Cristo. E o mais impressionante é que tanto um como o outro, ao pregarem a não-violência, acabaram assassinados a mando do seu próprio povo. Isso, pra mim, representa o quanto esta cultura de não-violência que eles defendem é antinatural para o ser humano. Alguém assim é uma pessoa estranha, essencialmente perigosa, na visão das criaturas comuns. Com Gandhi, isso foi bem claro: ao defender a convivência harmoniosa com os muçulmanos, ele foi tido como inimigo. Enquanto for essa a visão egocêntrica das sociedades, não há muito o que esperar da raça humana sobre a Terra.

- Restaurante: Simplesmente sensacional. É o quarto restaurante indiano em que eu como, e o quarto que eu adoro. Preciso voltar mais vezes a lugares como esse.

- Filme: Também muito bom. Adorei a história, e também os trechos que abordam as crueldades do Taleban. Houve um tempo em que eu achava que Bush não deveria invadir o Afeganistão, pois isso levaria a mais violência Oriente x Ocidente. Depois de um tempo, pus a mão na consciência. Achar isso seria o mesmo que defender que os Aliados não deveriam fazer nada contra Hitler, na Segunda Guerra. Nesse aspecto, meu amigo Alex tinha razão. Os EUA têm mais é que acabar com todos os Talebans.

O saldo disso tudo é que continuo achando a cultura oriental muito interessante, com muito a ensinar ao Ocidente. Porém, é também absurdamente perigosa quando levada ao radicalismo (como talvez qualquer cultura).

Ainda pretendo me aprofundar e ler mais sobre esse mundo, que vê a vida de uma forma tão diferente da nossa.

quarta-feira, janeiro 30, 2008

Agora chutei o balde: já que não me deram um curso, comprei logo quatro!!

E se tudo der certo, no final de março estarei com currículo bem turbinado!
E a Amazônia continua sumindo... Está na cara que a devastação está mais relacionada com a Pecuária, e a falta de condições de o governo controlar toda a floresta.

Falam muitas vezes que os estrangeiros querem roubar a Amazônia do Brasil. Pois acharia legal que roubassem mesmo. Quem sabe aí cuidariam melhor da floresta.

Alguns dados sobre ela que estamos publicando em nosso jornal interno na empresa, esta semana:

"A Amazônia tem o rio mais longo do mundo com uma extensão de 6.850 km e a maior concentração de biodiversidade do planeta – em sua maioria, espécies raras. Para vocês terem uma idéia, na floresta existem 2.000 espécies conhecidas de peixes enquanto que em toda Europa existem apenas 200 (isso porque se descobre uma nova espécie de peixe por semana). E mais: conhecemos apenas 10% das espécies animais existentes na Amazônia!

A floresta ainda tem capacidade de retirar da atmosfera, por ano, entre 1 e 2 bilhões de toneladas de CO2, porém 75% das emissões do Brasil são provenientes do desmatamento (22 mil toneladas de CO2 por km 2 desmatado)."