quarta-feira, janeiro 30, 2008

Agora chutei o balde: já que não me deram um curso, comprei logo quatro!!

E se tudo der certo, no final de março estarei com currículo bem turbinado!
E a Amazônia continua sumindo... Está na cara que a devastação está mais relacionada com a Pecuária, e a falta de condições de o governo controlar toda a floresta.

Falam muitas vezes que os estrangeiros querem roubar a Amazônia do Brasil. Pois acharia legal que roubassem mesmo. Quem sabe aí cuidariam melhor da floresta.

Alguns dados sobre ela que estamos publicando em nosso jornal interno na empresa, esta semana:

"A Amazônia tem o rio mais longo do mundo com uma extensão de 6.850 km e a maior concentração de biodiversidade do planeta – em sua maioria, espécies raras. Para vocês terem uma idéia, na floresta existem 2.000 espécies conhecidas de peixes enquanto que em toda Europa existem apenas 200 (isso porque se descobre uma nova espécie de peixe por semana). E mais: conhecemos apenas 10% das espécies animais existentes na Amazônia!

A floresta ainda tem capacidade de retirar da atmosfera, por ano, entre 1 e 2 bilhões de toneladas de CO2, porém 75% das emissões do Brasil são provenientes do desmatamento (22 mil toneladas de CO2 por km 2 desmatado)."

domingo, janeiro 27, 2008

Eu sou um cara que gosta e precisa muito ver as pessoas, conversar pessoalmente, saber como elas estão. Antigamente era tão mais fácil fazer isso, quando eu conseguia juntar pessoas totalmente diferentes em uma mesa de bar, ou qualquer outro lugar... Hoje em dia, não rola: um quer ir prum bar, outro numa danceteria, outro quer um café, e um último prefere ir pra casa de alguém. Ninguém parece muito disposto a se misturar!

Ou seja, pra fazer o que eu gosto, que é ver todo mundo, fica muito, muito difícil...

sexta-feira, janeiro 25, 2008

E agora consolidei a lista dos livros que li em 2007:

1 - Grande Sertão Veredas
2 - Meu nome é Vermelho
3 - The Work of Nations
4 - Três canções de Jobim
5 - Acaricia meu Sonho
6 - A Quinta Disciplina

O legal é que gostei muito de todos eles. Só o "Meu nome é vermelho" que ficou um pouco abaixo...
É, mas pouco depois de ser eleito um dos mais azarados, O Spurs venceu o Arsenal (fazia 9 anos que não o fazia) por 5x 1 e se classificou pra final da Carling Cup (e faz 9 anos que não ganha títulos, também).

Esse Juande Ramos é mesmo um excelente técnico!

We're off to Wembley 'cause we beat the Aaaarse.... all...!!!!!!! :-)

quinta-feira, janeiro 17, 2008

Que beleza... Meu segundo time (Tottenham) escolhido por jornal argentino um dos 13 times mais azarados do mundo. E pior é que eu não posso discordar :-).
Êee aninho ruim esse de 2008 que começou... Tem que melhorar, meu Deus...

segunda-feira, janeiro 14, 2008

Ontem foi dia de ver mais um filme desta nova safra do cinema nacional, uma safra que já descobriu que falar da violência e do submundo deste país é o que mais atrai os expectadores.

"Meu nome não é Johnny", assim como "Tropa de Elite", parece ter sacado o que mais deu certo em "Cidade de Deus": a combinação de ação em doses bem realistas com ótimas doses do melhor humor carioca. O fato é que não há povo mais engraçado e criativo que o do Rio. E estes filmes tiram muito proveito desse humor de rua, do dia-a-dia carioca.

Mas o problema do filme são na verdade dois: a produção e atuações, mais fraquinhas que as de "Tropa de Elite" (e daí é covardia, porque o "Tropa" é espetacular neste sentido) e a tal da moral da história do filme, que pra mim é totalmente furada. Colocar o João como prova de que o sistema penal brasileiro é capaz de recuperar alguém é o fim da picada. Seria mais o contrário: uma exceção que confirma a regra, até mesmo pelo que o próprio filme mostra das penitenciárias e manicômios. São, muito mais, "máquinas de fazer doido", como diz minha mãe. E a juíza, colocada como heroína, correu foi o sério risco de ter gerado mais um Austregésilo (o sujeito que deu origem ao personagem principal de "Bicho de Sete Cabeças").

Este cinema está parecendo que vai virar carne de vaca, logo, logo. Mas que sirva pelo menos pra colocar um pouco mais de pressão e, quem sabe, melhorar em alguma coisa o crônico problema da violência nas grandes cidades brasileiras.

terça-feira, janeiro 08, 2008

Cícero e Alexandre vieram gravar uns sons em casa, no sábado. Daí começaram a improvisar as maluquices de sempre.

O resultado é essa música insana, "O Arquiteto". O pior é que eu também toco nela :-).

Brincadeira, ficou divertido...

segunda-feira, janeiro 07, 2008

Ontem, pela primeira vez (depois de muito planejar), lavei o meu carro a seco no DryWash.

As pessoas desconfiam muito, e não usam esse tipo de serviço, porque pensam: "como pode ser bem lavado sem água"? O fato é que usa água, sim, mas de uma forma ultra-racional. Com um spray, é jogada uma substância que limpa facilmente o carro, sem nenhum desperdício. Essa substância contém água, mas, claro, é gasta uma quantidade infinitamente inferior do que se estivéssemos usando um esguicho.

Além disso, como o serviço é relativamente caro (R$ 25), temos como contraparte um atendimento muito bom, e um resultado muito melhor do que muito lava-rápido de esquina.

Enfim, eu recomendo! Vamos usar menos água para lavar carro! O meio-ambiente agradece...

PS: uma lista dos endereços em que esta empresa está, em São Paulo, pode ser conseguida em www.drywash.com.br

sábado, janeiro 05, 2008



:,-(



Sorri (C. Chaplin/versão: Braguinha)

Sorrir
Quando a dor te torturar
E a saudade atormentar
Os teus dias tristonhos, vazios
Sorrir
Quanto tudo terminar
Quando nada mais restar
Do teu sonho encantador
Sorrir
Quando o sol perder a luz
E sentires uma cruz
Nos teus ombros cansados, doloridos
Sorrir
Vai mentindo a tua dor
E ao notar que tu sorris
Todo mundo irá supor
Que és feliz

sexta-feira, janeiro 04, 2008

Para minha vó, a música que tanta tocávamos para ela, em cada um de seus últimos aniversários.

Sorrir
Quando a dor te torturar
E a saudade atormentar
Os teus dias tristonhos, vazios
Sorrir
Quanto tudo terminar
Quando nada mais restar
Do teu sonho encantador
Sorrir
Quando o sol perder a luz
E sentires uma cruz
Nos teus ombros cansados, doloridos
Sorrir
Vai mentindo a tua dor
E ao notar que tu sorris
Todo mundo irá supor
Que és feliz

:,-(

quarta-feira, janeiro 02, 2008

Virada de ano difícil... Mais uma, por sinal.

Que de 2008 pra 2009 as coisas sejam diferentes. Que, além de um bom ano, como foi o meu em 2007, eu possa ter também um bom final de ano. E isso vale pra todas as pessoas de quem eu gosto.

Que eu possa fazer mais uma daquelas belas viagens pelo interior, ou que eu possa pular ondinhas na praia.

Que dê pra gritar e pular até perder a voz, sentir e dar esperança a todo mundo que estiver em volta.

Que dê pra falar besteira, fazer programa de índio, pegar trânsito infernal na estrada.

Que inunde minha barraca, mas tudo bem, desde que tenha um cobertinho onde eu possa dormir.

Voltar aos meus 20 anos? Nada disso. Estou satisfeito com os 30, e com a minha vida normal. O que eu não quero é tristeza. Já paguei minha cota, por enquanto. Agora, uma folguinha, pelo menos por alguns anos, eu e meus companheiros merecemos.

Que assim seja!